loggado
Carregando...

[Especial] A adaptação dos personagens de Arrow (Parte I)


Após o final de uma incrível temporada, chegou a hora de analisar os personagens desse novo arco de Arrow. Assim como fizemos antes da temporada começar, apresentando os personagens (veja aqui), eu, Rafael Crempe, e Vinícius Parra vamos comparar os personagens que foram mostrados na série com as suas contrapartes nos quadrinhos. O Especial será dividido em duas partes - vilões e heróis- e vocês podem conferir a primeira parte agora!


EXTERMINADOR
Slade Wilson


Manu Bennet ficou fantástico na caracterização de Slade Wilson. O principal vilão da segunda temporada foi incrivelmente bem construído e atuado, funcionando como o real oposto do Oliver (apesar do esforço para dar essas características para o Malcolm na temporada passada). Os flashbacks dessa temporada foram fantásticos e exploraram muito bem o personagem, mostrando suas motivações e os efeitos negativos do Mirakuru na mente do mercenário. Mais habilidoso e forte que qualquer personagem da série até aqui, Slade Wilson também foi inteligente e extremamente vingativo. Com todas as diferenças, ele lembrou bastante o personagem dos quadrinhos que, por sempre se preparar para tudo, uma vez conseguiu sozinho neutralizar a maior parte da Liga da Justiça. Comparado ao Slade dos quadrinhos, podemos dizer que Manu Bennet não deixa à desejar. Suas habilidades de luta, voz e caracterização (tirando a máscara de hóquei, que eu trocaria facilmente pela da ilha) são impecáveis. A maior diferença, eu diria, é o Mirakuru. Substância não existente nos quadrinhos, a droga potencializa as habilidades e a força do vilão, mas como visto no último episódio, não é o que torna ele poderoso. Além disso, as cores azul e dourada do traje original do vilão foram trocadas por algo mais militar e realista na versão televisiva, e também a origem foi alterada. Nas HQ’s, vemos um soldado meta-humano buscando vingança pela morte de seu filho, e não um soldado comum vingativo pela perda da mulher amada.


AMANDA WALLER


Chefe da A.R.G.U.S e criadora do Esquadrão Suicida, Amanda Waller é uma das vilãs que foram melhores adaptadas. Seu jeito misterioso e sua arrogância, características da personagem dos quadrinhos, foram mostrados de maneira brilhante na série, tornando Amanda uma mulher tão odiada quanto Laurel. Amanda já possuía relação com os acontecimentos da ilha na primeira temporada, e  ainda conseguiu um destaque maior no final da segunda, e é um dos ganchos deixados para o terceiro ano de Arrow.


ESTILHAÇO
Mark Scheffer


Talvez o vilão menos aproveitado da temporada. Nos quadrinhos, Estilhaço é um meta-humano com a pele revestida por estilhaços de aço. Ele pode atirá-las e também provocar explosões com elas. Na série, que procura uma visão mais realista e sem poderes, Mark Scheffer é apenas um humano com paixão em explodir as coisas. Com uma participação que eu esperava ser maior, Estilhaço pode ser considerado um dos personagens com uma adaptação ruim, mas que mesmo assim é bom de se ver na tela.


DEVASTADORA
Isabel Rochev


A personagem com maiores alterações até aqui. Nos quadrinhos, Isabel Rochev é apenas uma grande empresária que teve um caso amoroso com Oliver Queen e roubou a sua empresa. Até aqui, tudo certo. Em Arrow, porém, a personagem foi unida com a filha de Slade – Rose Wilson – também conhecida como Devastadora. Juntando as duas personagens em uma só, os produtores conseguiram manter plot twists e cenas épicas com a personagem, numa adaptação que deu muito certo. O uniforme de Isabel foi alterado nos mesmos padrões que o de Slade também para deixar mais próximo da realidade.


DOLLMAKER
Barton Mathis


Mais um dos vilões do Batman adaptados para o universo de Arrow, Barton Mathis é um serial killer que mata pessoas e faz bonecas a partir de partes do seu corpo, sendo preso pelo Comissário Gordon. Em Arrow ele é preso por Quentin, e a forma de matar as pessoas é diferente. Nos quadrinhos, Dollmaker utiliza uma máscara feita com a pele do rosto de seu pai, que foi assassinado, enquanto no seriado ele apenas é um cirurgião que sequestra mulheres e as preenche com um fluído que as transforma em bonecas.


ARLEQUINA
Harley Quinn


Arlequina é outra personagem originalmente dos quadrinhos do Batman que marca presença em Arrow. Infelizmente, sua participação nessa temporada foi minúscula, apenas falando algumas palavras e sem mostrar o rosto, mas isso já foi o bastante para deixar muita gente feliz. A namorada psicopata do Coringa é um dos vilões mais queridos das histórias do Morcego e a ideia de que ela pode ter uma participação na série é realmente muito animadora. Mas, por incrível que pareça, toda essa expectativa não significaria tanto se não fosse por um toque brilhante feito pelos produtores da série: a voz da Arlequina. Como seu rosto não foi revelado, tudo o que ouvimos foi a dubladora Tara Strong, que também emprestou sua voz para a personagem nos jogos da série Arkham. Fica a torcida para que ela apareça mais vezes.


TIGRE DE BRONZE
Ben Turner


Enquanto que nos quadrinhos o Tigre de Bronze é membro da Liga dos Assassinos, é um dos responsáveis pelo treinamento de Jason Todd depois de sua volta à vida, em ArrowBen Turner é um mercenário especialista em combate que, em sua primeira aparição, havia sido contratado para lidar com o Arqueiro e ajudar a Tríade em um de seus crimes. Apesar de aparentemente não ser nem de longe um combatente tão habilidoso quanto sua versão dos quadrinhos, o personagem tem futuro na série, já que agora será membro do Esquadrão Suicida e, muito provavelmente, voltará na próxima temporada.


ARQUEIRO NEGRO
Malcolm Merlyn


Antes do reboot da DC, Merlyn (que se chamava Arthur King) era um dos principais inimigos do Arqueiro Verde e o enfrentou em diversas ocasiões. Enquanto que nos quadrinhos o conflito entre eles se baseava em uma rivalidade sobre quem era de fato o melhor arqueiro, na série Merlyn tinha uma relação muito mais pessoal com Oliver (mantendo como semelhança com os quadrinhos apenas a ligação com a Liga dos Assassinos). Não preciso lembrar aqui o que ele fez na primeira temporada, até porque o que importa agora é o que ele irá fazer na terceira. Sua volta me pegou de surpresa, e o medo que ele demonstrou ao ouvir o nome do Ra’s Al Ghul me fez esperar muito por uma participação que não aconteceu, mas no último episódio da temporada ele finalmente mostrou a razão de sua volta. Apesar de ter não aparecido muito, Malcolm acabou sendo o responsável pelo mais importante cliffhanger da Season Finale e mostrou que uma adaptação não precisa ser fiel aos quadrinhos para ser boa, ela só precisa ser bem executada.


REI RELÓGIO
William Tockman


Nos quadrinhos, o primeiro personagem a usar o nome de Rei Relógio era um vilão do Arqueiro Verde, que foi preso por ele enquanto roubava um banco para pagar as contas do tratamento médico de sua irmã doente. Entretanto, o personagem da série parece ser uma mistura dos personagens a usar esse nome na DC Comics, com o primeiro tem em comum a doença (que nos quadrinhos foi um erro de seu médico, mas na série era verídica) e com o segundo se parece no lado mais psicopata de sua personalidade. Ele apareceu para ser o inimigo principal da Felicity, e apesar de só ter marcado presença em um episódio, ele foi importante para o crescimento da confiança da personagem em si mesma.


IRMÃO SANGUE
Sebastian Blood


Sebastian Blood, nos quadrinhos, é um personagem muito mais cruel (demoníaco até) do que sua contraparte em Arrow. O que faz sentido, se até certo ponto o foco da série é o contato com a realidade, o garoto inimigo dos Jovens Titãs que matou o pai com 14 anos e depois foi morto pelo pai ressuscitado, passando um tempo no inferno e voltando com poderes demoníacos de sugar a habilidade de quem ele morde, realmente não cairia muito bem. Seu plano era destruir a cidade para poder governá-la, reconstruí-la, criando assim um lugar melhor. No começo da temporada ele parecia ser o inimigo principal que o Oliver teria que enfrentar, quando na verdade ele estava apenas sendo engando por Slade. A ideia de que a cidade precisa ser erguida novamente lembra os planos de Merlyn da temporada passada, mas seu arrependimento e consequente ajuda na batalha final contra o exército de Slade, mostraram que o Irmão Sangue não era só uma marionete.


SOLOMON GRUNDY
Cyrus Gold


Apesar de não ser o morto vivo dos quadrinhos, Cyrus Gold foi extremamente bem adaptado para a série. Sendo o primeiro supersoldado criado pelo Mirakuru, Cyrus mostrou-se o brutamonte imparável que é nas HQ’s,  causando uma enorme dor de cabeça para Oliver. As únicas referências ao vilão foram o poema que o dá nome e a sua morte, com o cérebro derretido. Isso dá abertura para que aconteça algo com Cyrus e ele retorne como o morto vivo, porém é altamente improvável.


RA'S AL GHUL


Ra’s é um dos vilões mais importantes das histórias do Batman, e mesmo sem ter aparecido de fato na série, conseguimos ter uma dimensão de seu poder. O líder da Liga dos Assassinos é uma das maiores expectativas para a próxima temporada, e se o fato de que ele lidera o maior grupo de assassinos do mundo não dá a ideia do que ele pode fazer, só o fato de que ele fez o principal vilão da primeira temporada fugir de medo, mostrou que ninguém gosta de ficar em seu caminho. Até agora, o personagem está extremamente semelhante aos quadrinhos: poderoso, temido por todos e possuidor dos poços de Lázaro. Basta esperar para ver como ele será caracterizado e quais serão as repercussões de sua aparição.


*****

Esquecemos de algum vilão? Comente aqui embaixo! Espero que tenham gostado deste especial dos vilões, e aguardem que na próxima semana será a vez dos heróis!
Séries 6049095748776921044

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item