loggado
Carregando...

[Especial] A adaptação dos personagens de Arrow (Parte II)


E finalmente a segunda parte do especial de Arrow! Dessa vez, eu, Vinícius Parra, e o Rafael Crempe, analisaremos os heróis que deram as caras nessa temporada. Nem todos agiram como heróis, alguns nem usaram uniforme, mas todos eles fizeram dessa segunda temporada algo memorável. Caso você não tenha visto a primeira parte do especial, é só clicar aqui. Para quem já viu nossas análises sobre os vilões, agora é só ler sobre os heróis e deixar sua opinião nos comentários.


ARQUEIRO VERDE
Oliver Queen



Finalmente começamos a ver um herói em ação nos episódios de Arrow. Abandonando sua vingança e sua lista de vítimas, Oliver decide continuar protegendo a cidade de Starling, mas dessa vez sem matar ninguém. Apesar de não ter mantido sua promessa durante toda a temporada (afinal, ele teve que matar o Conde para salvar a Felicity), o que vemos é o Oliver tentando honrar a memória de Tommy e se esforçando para continuar vivo no processo. Graças a isso, a segunda temporada mostrou um enorme crescimento do personagem, principalmente no que diz respeito ao seu lado emocional. E parabéns para Stephen Amell, que apesar das limitações que muitos adoram apontar, conseguiu mostrar essa mudança de maneira muito convincente.

No final da primeira temporada vimos o Oliver em seu pior momento, sofrendo pelo passado e sendo derrotado por seu inimigo. Nessa temporada vimos como ele superou todos esses problemas (além de como ele enfrentou todos os novos) e saiu de vigilante para herói. Para a próxima temporada, vamos vê-lo desenvolvendo esse novo lado, e ainda tendo que lidar com um outro herói ainda menos experiente. É provável que finalmente ele comece a ficar mais parecido com o Oliver das histórias em quadrinhos, apesar de que não há muito o que fazer. A arrogância do personagem já se mostra presente, e talvez a única coisa que falta para aproximar a série dos quadrinhos são as flechas especiais (como a flecha-soco, flecha-congelante) que dão o ar de comédia que as HQ’s têm e falta no Oliver da série. A principal mudança que a série trouxe nessa temporada foi a adição de alguns apetrechos novos para o herói e algumas mudanças no seu uniforme, com um verde mais perceptível e com a máscara feita por Barry, característica que fez muita falta no primeiro ano da série.


ARQUEIRO VERMELHO/ARSENAL
Roy Harper



Talvez um dos heróis mais controversos da temporada, Roy possivelmente não deveria estar nessa lista simplesmente por ter batido em todo o elenco da série em algum momento da temporada. Roy teve uma importância tão grande quanto a de Oliver na minha opinião, e mostrou os dois lados de Arsenal nos quadrinhos, mesmo que com (muitas) diferenças. Quando começou ajudar o Arqueiro em suas investigações, Roy queria apenas limpar as ruas do Glades e ajudar a pacificar a cidade. Porém, depois de ser injetado com o Mirakuru, tornou-se outra pessoa, assim como Slade, totalmente descontrolado, impulsivo e ruim. Saindo do plot secundário de Thea, Roy entrou para o escalão do Team Arrow, e tornou-se um dos personagens principais da trama. Cada vez mais próximo de tornar-se o Arqueiro Vermelho, ou Arsenal, Roy ganhou até um episódio focado nele e em seu problema com o Mirakuru.

Apesar de não ter seu treinamento completo, seu uniforme estilizado e sua história passada conhecida, Roy tornou-se Arsenal na Season Finale após ser curado do Mirakuru, e apenas uma máscara vermelha e seu moletom já bastaram pra caracterizar o personagem. Resta saber se na próxima temporada o veremos em ação ao lado de Oliver, se ele seguirá outro caminho ou se voltará para o plot de Thea, que tudo indica que voltará como vilã para vingar-se de todos que já mentiram para ela.


CANÁRIO NEGRO
Sara Lance


Desde o momento em que anunciaram uma série do Arqueiro Verde, eu comecei a me perguntar quando a Canário Negro iria aparecer. E a espera valeu a pena. Sara Lance, irmã de Laurel, é a Canário em Arrow e a sua presença foi um fator importante para a qualidade incrível dessa temporada. Nos quadrinhos, Dinah Lance é a Canário Negro, uma meta-humana capaz de produzir um grito sônico. Além disso ela é também uma das sete melhores artistas marciais da DC, além de antiga líder de campo da Liga da Justiça no universo pré-reboot. Na série, Sara, que todos achavam estar morta, foi acolhida e treinada pela Liga dos Assassinos após desaparecer no mar durante o confronto entre Oliver e Slade.

Em suas primeiras aparições, o foco era a habilidade da personagem, que além de ótima combatente desarmada. é também uma especialista com os bastões de esgrima. Infelizmente por não ser a personagem principal, o que vimos depois foi a personagem que, apesar de capaz, acabava sendo golpeada e tendo problemas para enfrentar inimigos que não deveriam ser capazes de enfrentar uma assassina treinada. É até compreensível, ela não pode ser melhor que o personagem principal, mas já que a personagem é tão diferente de sua versão nos quadrinhos, podiam ao menos ter mantido o fato de que ela luta melhor do que o Oliver.

Apesar de todas as diferenças, a personagem foi muito bem criada e o seu final na segunda temporada deixou não só em aberto a possibilidade de um retorno, como também a chance de que Laurel se torne a próxima Canário (não gosto muito da ideia, mas é o mais provável). É válido também dar crédito para
Caity Lotz, que apesar de suas limitações, ficou perfeita no papel. Ela sofre críticas como atriz, mas vendo a maneira como a personagem foi pensada para a série, ela conseguiu de fato dar vida à Canário e ser convincente em todos os diferentes momentos em que esteve na tela.


FLASH
Barry Allen


Talvez a mais importante e esperada aparição desse ano em Arrow, Barry Allen nos foi apresentado em dois episódios que serviram para embasar a futura série solo do herói. Vindo de Central City para examinar o caso de Cyrus Gold, Barry logo envolveu-se com Oliver e o Team Arrow e tornou-se parte importante da série, ao menos para Felicity. Investigando casos estranhos e com uma paixão pelo vigilante, o Barry de Arrow talvez tenha sido a melhor adaptação dos quadrinhos para a série. A atuação, o jeito, a motivação e até o seu acidente para ganhar os poderes de Flash foram bastante parecidos com as HQ’s, ouso até dizer que foram idênticos. Após seus dois episódios de apresentação, Barry estava cotado para aparecer no episódio 20 dessa temporada, mas por alterações no episódio piloto de sua própria série, outros personagens principais de The Flash apareceram, como o Cisco, que virá a ser o herói Vibro.


CAÇADORA
Helena Bertinelli



Pode parecer estranho colocar Helena Bertinelli em uma lista de heróis, mas sua última participação na série deixou essa possibilidade em aberto. Se ela aparecer novamente, é muito provável que seja como heroína, ou pelo menos a mando do governo (consigo enxergá-la facilmente no Esquadrão Suicida). Mas antes de pensar no futuro, vamos ver como foi sua volta para a série: mais uma vez tentando matar seu pai, dessa vez Helena veio preparada para tudo (menos para a Sara, que em um momento digno das páginas dos quadrinhos, mostrou quem é a melhor lutadora) e quase conseguiu executar seu plano. Apesar da diferença entre a personagem da série e a dos quadrinhos (principalmente na sua motivação), nós vemos uma Caçadora muito semelhante àquela de antes do reboot (no começo da “carreira”, principalmente): extremamente determinada e difícil de derrubar, pensando somente em vingança.

Por ser uma das minhas personagens favoritas dos quadrinhos, tenho dificuldade em ser muito crítico sobre ela. Só o fato de que ela apareceu, já me deixa feliz, mas olhando de maneira imparcial, por mais que sua presença não tenha sido necessária nessa temporada, ela fez uma ótima participação e conseguiu criar um dos episódios mais interessantes da temporada.


Nos quadrinhos, depois de perseguir sua vingança (no maravilhoso arco: Caçadora: Ano Um), a Caçadora acabou se tornando uma heroína em Gotham City e membro das Aves de Rapina, chegando até mesmo a ser a líder de campo com a Canário, ainda na equipe. O que espero ver da personagem, caso ela volte, é exatamente isso: redenção. Quero que ela volte como heroína e, se possível, com um papel importante. Se a Laurel se tornar de fato a nova Canário, ela vai precisar ser treinada. Por que não pela Helena? Elas tiveram um ótimo diálogo quando a Caçadora a sequestrou, seria interessante ver como elas se relacionariam em uma situação desse tipo. Fica a torcida.



*****


Agora é com vocês! Deixe nos comentários o que você achou da adaptação dos personagens heróis em Arrow e o que espera para a próxima temporada da série.
Até a próxima!
Séries 8117883475344054128

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item