loggado
Carregando...

[Review] The Flash 1x04/05 - Going Rogue/Plastique

“ Eu não quero esquentar as coisas, eu preciso desacelerá-las. ”


Eu não quero esquentar as coisas, eu preciso desacelerá-las.

Antes de começar a review crítica e detalhada desses episódios, me sinto na obrigação de escrever aqui a review fanboy e como me senti ao final deles:

“AAAAAAAAAAH NÃO ACREDITO MEU DEUS QUE FODA, FALTA SÓ A JAQUETA A... AAAAAAH A A JAQUETA AZUL, MEU DEUS, BEIJA BEIJA BEIJA BEIJA AAAAAAAAAAH SOCORRO EU NÃO ACREDITO QUE MOSTRARAM ISSO, VIISH AAAAAAAH O GRODD O GRODD!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

Pronto, passado o momento de euforia e depois de alguns dias digerindo a delícia que foram esses episódios de The Flash, posso analisar ponto a ponto tudo que pensei. Pra começar, temos Felicity. Só isso já faz com que o episódio Going Rogue ganhe umas cinco estrelas a mais na nota. A participação dela foi incrível, principalmente por me fazer concordar com a Iris pela primeira vez na vida. Ela e Barry foram feitos um para o outro. Deixando o clima já leve da série ainda mais leve e divertido, o desenvolvimento do arco principal antes de uma ligação com Arrow foi uma sacada inteligente dos roteiristas. Felicity veio, deixou sua marca na série e voltou para onde pertencia, já que fica bem claro que nada vai acontecer entre ela e Barry.

O destaque do episódio, entretanto, é Wentworth Miller com o seu Capitão Frio. O ator estava perfeito no papel e a atuação deste conseguiu trazer de uma maneira incrível a essência de um dos maiores vilões do Flash. Eu, sinceramente, não consigo encontrar nenhum defeito na adaptação do Capitão Frio. A maneira como ele foi apresentado: em sua arma, sua motivação, sua vestimenta, seu nome de vilão, tudo foi impecável e confesso que me deixou dando pulinhos de alegria por uns dez minutos depois do episódio.

Já no episódio Plastique temos a introdução da vilã que dá título ao episódio. Apesar de ser uma versão bastante diferente da Bette dos quadrinhos, a personagem conseguiu me agradar bastante. Por alguns momentos realmente quis ignorar o mundo dos quadrinhos e vê-la no Team Flash junto com os outros, mas como estão acertando bastante nas adaptações, a personagem teve um final trágico. Não me recordo muito bem dela nas HQ's, mas, se não me engano, ela é capaz de continuar viva após a explosão do seu próprio corpo. Quem sabe não veremos mais dela na série e, talvez, até em Arrow, já que ela chegou a ser membro do Esquadrão Suicida.

Nesses dois episódios também notei duas coisas: por onde andam os flashbacks? Fiquei feliz de ver que farão somente o necessário e não ficarão enrolando como fazem em Arrow. Outra coisa é a confirmação de que Iris West é realmente muito chata. Depois de todo o drama com o pai por causa do Eddie, agora ela fica nessa chatice de escrever blog sobre o Raio. Se tá com tempo livre assim, poderia deixar de ser tapada e fazer alguma coisa útil, porque copiar a Lois Lane de Smallville não é uma boa ideia.

De qualquer modo, The Flash vem se mostrando bastante consistente em sua execução e espero ver muito mais “grandiosidade” nos próximos episódios (quem sabe um certo Gorila seja o vilão do fim do ano?). Estou adorando ver que os produtores estão apostando alto no material e adaptando tudo brilhantemente para a TV.

**********

FICHA DOS VILÕES


Nome Civil: Leonard Snart
Nome de Vilão: Capitão Frio
Poderes: Nenhum. Possui armas e apetrechos que manipulam o gelo



Nome Civil: Bette Sans Souci
Nome de Vilã: Plastique
Poderes: Projeção de energia explosiva através do corpo
Origem dos Poderes: Engenharia genética militar


The Flash 8469515064700736110

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item