loggado
Carregando...

[Review] Gotham 1x06/07 - Spirit of the Goat/Penguin's Umbrella

Tudo está conectado.


Tudo está conectado.

Será que finalmente Gotham vai começar a aproveitar seu potencial da forma correta? Esses dois últimos episódios acertaram em cheio naquilo que a série estava precisando e aumentam as expectativas para o resto da temporada.

1x06 - Spirit of the Goat

Spirit of the Goat teve o segundo melhor caso da temporada até aqui. A ideia do assassino em série copiando o trabalho de um antigo caso do detetive Bullock não passa nem perto de ser algo novo em uma série policial, mas a forma como o caso foi tratado, seu desfecho e alguns momentos específicos do episódio conseguiram dar uma cara nova a essa ideia tão usada. A terapeuta usando hipnose para criar assassinos foi uma ideia bem interessante e que só poderia dar certo (da maneira que foi feita) em uma série baseada em quadrinhos, e eles souberam aproveitar muito bem a oportunidade. Porém, ainda existe algo que me incomoda nos casos que a dupla de detetives investiga: o quanto eles são resolvidos “facilmente”... é certo que esses casos são feitos para durarem só um episódio, mas em outras séries policias o desenvolvimento do caso funciona de maneira mais rápida durante todo o episódio para que o fim venha no ritmo certo. Em Gotham nós acompanhamos poucos momentos da investigação para podermos ver os vilões de maneira melhor e uma coisa está atrapalhando a outra. Talvez casos mais simples (e bem escritos) fossem a solução para acabar com esse problema, porque nem em House a solução no final do episódio vinha de forma tão repentina quanto em Gotham.

Ainda neste episódio, acho importante ressaltar algo: as personagens da parte policial da trama estão ficando mais interessantes. A conversa com o antigo parceiro do Bullock deixou claro que ele nem sempre foi essa pessoa desagradável que é hoje, mas que na verdade ele é mais um que acabou sendo corrompido por Gotham. Isso é bem interessante, cada vez mais nós vemos que a cidade em si é uma importante personagem da trama. Outro que chamou a atenção foi Edward Nygma. Com bastante destaque no episódio, o futuro charada teve mais chances de mostrar sua personalidade esquisita. O momento em que ele se tornar vilão com certeza irá gerar um episódio muito bom.



1x07 - Penguin's Umbrella


Se o episódio anterior conseguiu melhorar alguns pontos problemáticos, Penguin's Umbrella veio para mostrar o que a série pode fazer de verdade. Esse foi, sem dúvida, o melhor episódio da série até aqui e superou qualquer expectativa.

Finalmente todos estão sabendo que o Pinguim está vivo e as consequências foram enormes para o Gordon. Vale mencionar que Victor Zsasz (curiosamente interpretado pelo mesmo ator que fez O Névoa na série do Flash) foi uma ótima surpresa no episódio. O cruel assassino de Gotham fez uma aparição bem marcante colocando medo em toda a polícia da cidade. Essa cena, inclusive, é uma das que achei mais interessantes até agora. Já comentei várias vezes do quanto a cidade é importante na trama, e aqui isso ficou bem claro. Em que outro lugar, um único homem e duas capangas fariam 50 membros da polícia abandonar um companheiro sem nem pensar duas vezes? É claro que o nome do Falcone foi importante na situação, mas isso não muda o fato de que, mais do nunca, ficou claro que Gordon tem pouquíssimos aliados dispostos a transformar a cidade.

Falando em aliados, é impossível deixar de comentar sobre Barbara. Ainda não tinha comentado sobre a mãe da futura Batgirl e só agora me dei conta disso. A personagem é extremamente interessante, até mais que o Gordon em algumas situações, e ela mostra uma força muito semelhante àquilo que seria visto em sua filha. Ela pode não ser tão esperta quanto a futura parceira do Batman (ir falar com o Falcone? Sério?), mas ela é exatamente o que James vai precisar para enfrentar Gotham e todos os seus problemas.

Mas é impossível terminar a review sem falar daqueles que sempre roubam o show: os grandes vilões da série. O Pinguim é a melhor personagem que Gotham mostrou até agora. Sua inteligência e habilidade de manipulação vão muito além do que se esperava e é bem provável que até o fim da temporada ele já tenha passado a perna no Falcone. Entretanto, mais interessante do que as características do personagem, é como ele ganha vida, e Robin Lord Taylor merece prêmios por sua atuação.

Finalmente a série está explorando seu potencial. Entendo que os episódios anteriores foram necessários para desenvolver o enredo que tomou conta desse episódio, mas se Spirit of the Goat conseguiu ser interessante, por que os outros não conseguiram? O que importa é continuar melhorando, os criadores não podem ficar confortáveis e manter o nível atual; a série precisa melhorar ainda mais antes que a preocupação seja manter o ritmo. Mas tudo indica uma melhora daqui pra frente, vamos torcer para que, de fato, isso aconteça.

Reviews 2498790427295891255

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item