loggado
Carregando...

[Review] How to Get Away with Murder 1x07/08 - He Deserved To Die/He Has a Wife

Reza é para os fracos.


Reza é para os fracos.

Eis que HTGAWMurder entra na reta final da primeira metade de sua primeira temporada da melhor forma possível: tornando o caso central do episódio o próprio mote da temporada. Esta review será dupla como forma de preparação para o samba do ano com a conclusão dessa trama, que irá ao ar na próxima quinta-feira, 20/11. Então vamos nessa.

1x07 - He Deserved To Die

Se He Deserved to Die não foi o melhor episódio da temporada, ele foi, sem dúvidas, o que deu mais material para discussão, nos revelando um pouco mais sobre as tramas ocultas dos personagens. O foco do episódio foi Rebecca e seu julgamento e, felizmente, a personagem conseguiu ser um pouco menos chata que o usual aqui. Graças à medida do advogado de Griffin, ex-namorado da estudante, conhecemos um pouco mais de onde ela estava no momento do crime, da forma como Wes se envolveu em tudo e, principalmente, descobrimos que ela era amiga de Lila. Além disso pudemos ver um pouco da família da estudante através de sua mãe. Tivemos ainda a participação de Nate, ex-amante de Annalise, que continua em sua missão de incriminar Sam pela morte da aluna e ferrar com a vida da ex-amada. Acho que essa história ainda rende bastante, principalmente agora que ele tem Rebecca como sua aliada na empreitada contra o "Mr Darcy".

Sobre os demais plots, tudo se resumiu a sexo. Sério, quase todos os personagens centrais transaram neste episódio, e finalmente pudemos entender o início da relação entre Laurel e Frank. Eu adoro a personagem, gosto do fato dela ser insegura e ao mesmo tempo decidida ao ponto de transar no meio da rua (porque a varanda do escritório da Annalise fica na rua), e gosto que ela me fez gostar até um pouco do Frank, que antes disso meio que não servia para nada. Já Connor, mais uma vez se mostra um viciado em sexo de marca maior e arrumou outra pegação avulsa desnecessária num banheiro pra justificar a participação do personagem no episódio. Honestamente estou meio cansado dessa limitação de Connor em só conseguir as coisas via sexo. Até o nerd de quem ele gosta já seguiu em frente e o cara ainda nessa. Connor melhore, você é melhor que isso.

E Michaela? Eu estou 100% nem aí pra esse draminha dela com a sogra em relação ao acordo pré-nupcial. A impressão que passou é que não tinham nada pra preencher tempo e criaram essa história chatíssima pra personagem ter algum plot. Espero que acabe logo por motivos de: não sou obrigado. Já sobre Annalise a coisa funciona diferente. Tudo o que consigo pensar é no quanto essa mulher é vagabunda. Sério que depois de tudo ela ainda foi lá pedir ajuda pro ex-amante? Tudo bem que as personagens do universo Shondaland não tem amor próprio (vide Olivia Pope e Meredita), mas fiquei surpreso quando isso aconteceu. Gostei muito da sequência final, envolvendo Sam e Annalise e Bonnie, que veio como portadora da sambada semanal de que Lila estava grávida quando fora assassinada #BOOM. Fiquei muito curioso sobre qual vai ser a reação de Annalise a essa notícia e quais serão os impactos dessa revelação nos rumos do caso de assassinato. Será que teremos algum link disso com a morte de Sam? Será que o filho era dele?

P.S.1: Eu tô é morto com o "voodoo penis"do Connor. Asher rei.

P.S.2: Gostei da relação de Annalise com a promotora (que, assim como Asher, também é de Orange is The New Black). Espero que ela apareça mais.

P.S.3: O que foi a sequência das cenas de sexo em paralelo com a autópsia da Lila? De longe a sequência mais creep que eu já vi numa série desse tipo. Parabéns aos envolvidos.



1x08 - He Has a Wife


Amizade do pop.

Após assistir a este oitavo episódio, a única sensação que fica é a de ansiedade pela conclusão da trama do flashback relacionado à morte do Sam e a de decepção, pois ter os flashbacks focados na Lila serviu para mostrar que, definitivamente, mataram a personagem errada. Que pessoa maravilhosa era a Lila gente, não podia ter morrido a Rebecca no lugar dela? Consegui simpatizar muito mais com a personagem em três cenas do que já me importei com Rebecca, Wes e Michaela na série inteira.

O episódio foi ótimo. Começando pelo samba de Annalise pra cima de Sam após a revelação da cena final do episódio anterior (que Lila estava grávida). Adorei tudo. A cara de nojo dela para Sam, a forma como ela tratou Bonnie e a deixou lá para servir de testemunha e, principalmente, a descoberta do motivo pelo qual ela se mostra tão abalada ao descobrir o ocorrido: ela não pode ter filhos.

Por falar em Bonnie, foi através dela que descobrimos que Sam estava, mais uma vez mentindo para a esposa ao dizer que não tinha conhecimento da gravidez da aluna. Ela se mostrou tão fragilizada neste episódio que minhas suspeitas sobre ela só aumentaram. Além disto, começo a achar que ela nunca foi apaixonada por Sam, pelo contrário. O desespero que ela demonstrou ao contar à Annalise que Sam sabia de tudo e tinha a beijado, pois achou que era aquilo que ela queria para não contar o ocorrido à esposa, foi sinistra. Não me surpreenderia se ela culpasse Sam por afastá-la de Annalise e, por isso, viesse a matá-lo. Sem dúvidas seria uma fuga do óbvio. 

No núcleo 'safadeza oculta' (que não é tão oculta assim) da trama, tivemos Frank e Laurel se pegando no banheiro, no chão, na rua, ou seja, em todas oportunidades possíveis até serem pegos pela namorada de Frank; o que nos deu o link para o motivo pelo qual ele se mostrou arrependido e disse que faria qualquer coisa para que ela o perdoasse nos flashforwards.

Já Connor finalmente ficou sem fazer sexo em um episódio (AMÉM) e tomou um esporro homérico de Annalise sobre isso. Finalmente alguém percebeu que ele não consegue ajudar nos casos caso não transe com alguém por informações. Ainda tivemos Michaela e a continuidade do maravilhoso plot da assinatura do acordo pré-núpciazZZZZzzzzzZZz e o roubo do troféu que será usado como arma do assassinato de Sam, que ocorrerá já no episódio da próxima semana.

O caso da semana foi outro achado. Uma mãe bem-sucedida que se medica para dormir e acaba cometendo assassinato enquanto dorme. A trama foi bem criada com um ótimo twist (o fato do filho estar dormindo com a vítima que era babá da família) e, principalmente, com uma solução inesperada, ao menos para mim, pois nem por um segundo imaginei que o assassino pudesse ser o marido após descobrir que a babá, com quem ele traia a esposa, era uma vagabunda e também dormia com seu filho menor de idade. Foi um ótimo paralelo para a situação de Annalise com Frank e serviu bastante para ilustrar a questão do Trust No One tão pregado nas séries desse tipo.

Por fim, descobrimos que na noite que Lila foi morta ela fora procurar Annalise para contar tudo sobre o caso com Sam e o bebê, o que pode ter sido a gota d'água para o assassinato da moça, caso Sam seja o assassino. Entretanto, ela encontrou Bonnie que expulsou a moça de lá, o que também a coloca como uma das suspeitas de matar Lila. Provavelmente no fim não será nenhum dos dois, mas gosto quando a série se preocupa em montar a storyline de forma completa antes de revelar o ocorrido, só espero não ser tombado no próximo episódio, que finalmente revelará quem matou Sam e marcará o inicio do hiatus até o próximo ano.

P.S.1: A cara de c* do Sam na cena final, quando Annalise revela que solicitou a colheita do DNA de todos os homens da vida de Lila, incluindo os professores, para determinar a paternidade do bebê não teve preço.

P.S.2: Já sabemos que Rebecca está indo para a casa de Annalise tentar colher provas que incriminam Sam, o que provavelmente levará ao assassinato dele; ou será que quando ela chegar lá ele já estará morto? Só sei que todos os Keating Five estão juntos na casa do Wes, com exceção de Asher e Michaela, que provavelmente os encontrarão mais tarde e tudo está encaminhado para a resolução da trama. Só quero que a semana passe rápido e a quinta-feira passe mais rápido ainda.



Esta Review foi publicada originalmente por Darlan Generoso e divulgada
através da parceria entre os sites LoGGado e Seriecinebooks.
Séries 7962584471922574769

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item