loggado
Carregando...

[Fica a Dica] Série: RuPaul's Drag Race

May the best woman win!  


May the best woman win!
 
Não conheço ninguém que não goste de nenhum reality show. Seja ele alguma competição que envolva talento, como o Top Chef, ou simplesmente aqueles que são uma perda de tempo aqueles em que os participantes convivem e brigam uns com os outros (BBB). Se todos gostam de algum programa assim, então que tal um que misture esses dois públicos? RuPaul's Drag Race é um dos melhores realities da atualidade e você já deveria estar assistindo.

O programa é uma competição de drag queens apresentada pela mais icônica drag americana, RuPaul. A ideia é simples: várias competidoras disputam pelo título de drag superstar em uma série de provas que testa diferentes tipos de habilidades como costura, maquiagem, atuação, dança, habilidade de canto, etc. No começo do programa temos um desafio menor enquanto a segunda metade é o desafio eliminatório, que consiste na criação de uma ou mais roupas de alta costura (couture) com um tema definido e depois o desfile na passarela (que também é importante). Até aqui parece tudo normal, similar a outras competições, mas a diferença está justamente na preparação para a prova final e no que acontece depois dela.

Quando eu disse que a série agrada todo mundo é porque esses dois momentos são bem distintos: o primeiro é onde as brigas normalmente acontecem, e as discussões entre as drag queens são ótimas (algumas engraçadas, outras que você só quer assistir na esperança de sair porrada). O segundo momento é o que acontece depois que as duas piores apresentações são escolhidas. As drags com o pior desempenho nos desafios disputam para ver quem vai continuar na competição. Eu poderia explicar a disputa falando o que é lip-sync para quem não sabe (ou falando pra vocês procurarem um vídeo da Britney Spears se apresentando "ao vivo"), mas é melhor mostrar:

 
Esse é o modelo da série e sempre vai ser assim (com algumas surpresas bem chocantes em alguns momentos), mas é óbvio que ainda tem mais. Toda temporada (pelo menos a partir da segunda) tem algum desafio que envolve transformação de outras pessoas, ou seja, colocar alguém que não está competindo em drag. E eu acho que vale a pena falar disso porque esses episódios sempre acabam tendo momentos mais sérios de diálogo entre as competidoras e aqueles que serão transformados, às vezes até mesmo falando sobre temas polêmicos. Em uma das temporadas, por exemplo, foi discutido o casamento de pessoas do mesmo sexo. Não vou falar que o show existe para defender os direitos da comunidade LGBT ou que esses temas mais políticos são frequentes, mas são momentos que chamam a atenção e que às vezes trazem uma discussão bem atual que está completamente fora da competição.

Se você leu até aqui e acha que não vai assistir porque não gosta dos tipos de competição que existem na série, sugiro fortemente que você assista, porque eu também não me interesso (ou não me interessava) pela maioria das habilidades mostradas nesse show (eu normalmente só assistia competições musicais e de culinária), mas esse é o tipo de programa que depois que você começa é impossível de parar, e você vai acabar gostando e assistindo todas as temporadas em duas semanas, que nem eu.

RuPaul’s Drag Race é meu reality show favorito entre os muitos que acompanho e com certeza merece ser assistido por qualquer um que goste do gênero, ou que simplesmente queira algo diferente.
Séries 1570683379847879167

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item