loggado
Carregando...

[Top 12] Os Melhores Filmes de 2014


A Equipe LoGGado se reuniu mais uma vez, agora para definir uma lista daqueles que podem ser chamados de "Os Melhores do Ano" no Cinema. Diferente de 2013, que foi fortemente marcado, por exemplo, por produções heroicas, 2014 deu espaço para tudo, conseguindo trazer trabalhos interessantes que vão desde a Animação, passando pelo Drama e chegando ao Suspense.

Com a peculiaridade de seus diretores e algumas que podem ser consideradas obras que marcarão o Cinema daqui para a frente, eis o nosso Top 12 - Os Melhores Filmes de 2014!

Obs.1: A lista abaixo leva em consideração a data de estreia no Brasil;

Obs.2: Os eleitos não se encontram em ordem de preferência, mas sim por ordem de estreia.


Frozen - Uma Aventura Congelante
Frozen - EUA, 2013 - Animação

Direção: Chris Buck, Jennifer Lee

Vozes: Kristen Bell, Idina Menzel, Jonathan Groff

Estreou em: 3 de Janeiro | Classificação: Livre

Sem dúvidas, um dos filmes mais comentados ao longo do ano. Com uma ótima trilha sonora (quantas vezes você não se pegou cantando Let It Go?), Frozen se destaca por ser um filme um pouco "diferente" do que a Disney está acostumada a fazer ao trazer alguns elementos atuais para os contos de fada.

Com uma rainha que acha absurdo que uma princesa "se case com um homem que acabou de conhecer" e um príncipe encantado que não é tão encantado assim, Frozen conta a história de Elsa, uma mulher com poderes de gelo que foi reprimida e trancada no seu quarto durante toda a infância. Os personagens são cativantes, as canções são incríveis e a história é bastante divertida, e, apesar de ser destinado ao público infantil, Frozen consegue trazer alguns aspectos bastante maduros e atuais.






O Lobo de Wall Street
The Wolf of Wall Street - EUA, 2013 - Biografia, Drama, Crime

Direção: Martin Scorsese

Elenco: Leonardo DiCaprio, Jonah Hill, Margot Robbie

Estreou em: 24 de Janeiro | Classificação: 18 anos

Para alguns, um dos filmes mais controversos de 2014. Para mim, sem sombra de dúvidas, o melhor filme do ano! Sim, o mestre Scorsese repete a parceria dourada com o grande Leonardo DiCaprio e faz de O Lobo de Wall Street não só uma das mais mordazes críticas à hipocrisia da sociedade capitalista, como também realiza um estudo minucioso e cinematográfico do conceito de anti-herói.

São três horas de uma alucinante viagem ao mundo dos yuppies que dominam Wall Street, tendo como representação máxima o sociopata Jordan Belfort (DiCaprio). Sem limites ou qualquer noção de moral, Belfort cria um império bilionário com a Stratton Oakmont, passando a viver acima de leis e amarras sociais, unicamente por ter dinheiro e um impressionante poder de persuasão.

O roteiro de Terence Winter (Boardwalk Empire) e a direção de Scorsese não nos deixa respirar um segundo sequer, causando um incomum desconcerto por continuarmos hipnotizados por cada novo absurdo do protagonista. Sem nunca deixar de lado o sarcasmo para com a glamorização da psicopatia de Belfort, O Lobo de Wall Street consegue brilhantemente ser sério, engraçado e comovente quando necessário. Um misto de emoções digno de toda a magnificência de mais um histórico Scorsese.







Hoje Eu Quero Voltar Sozinho
Brasil, 2014 - Drama, Romance

Direção: Daniel Ribeiro

Elenco: Ghilherme Lobo, Fabio Audi, Tess Amorim

Estreou em: 10 de Abril | Classificação: 12 anos

Num ano onde o cinema nacional brilhou com produções independentes de alto nível, Hoje Eu Quero Voltar Sozinho é o único filme brasileiro que conseguiu entrar na nossa lista este ano, e com certeza o fez por merecer. O longa de Daniel Ribeiro, possui seu diferencial pois foi, sem sombra de dúvida, o maior exemplo de como dialogar sem amarras sobre o verdadeiro sentido de crescer apostando na simplicidade que nossa juventude espetaculosa parece ter esquecido.

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho conta a história de Leonardo (Ghilherme Lobo, estreando e conquistando o mundo), um adolescente cego que está passando por descobertas, estas ligadas à sua sexualidade, e todos os outros dramas típicos de qualquer adolescente. Com a chegada de um novo amigo, Gabriel (Fábio Audi), um novo colega de sala, o mundo começa a se abrir para Leo, que passa a lidar com as incertezas do primeiro amor, com os ciúmes da melhor amiga Giovana (Tess Amorim) e com a superproteção da mãe.

Derivado do curta: Hoje Eu Não Quero Voltar Sozinho, este é um ótimo filme com uma produção ainda melhor, trazendo consigo uma mensagem de superação e incentivo. Ligado em defender a igualdade entre as pessoas, Hoje Eu Quero Voltar Sozinho cumpre o seu dever e entrega da forma mais pura e bonita a sua mensagem, sendo não só uma vitória para o nosso país como também um soco na cara no preconceito. Um filme sobre superação. Sobre viver, amar e principalmente ser amado.







X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido
X-Men: Days of Future Past - EUA, 2014 - Ação, Ficção

Direção: Bryan Singer

Elenco: Hugh Jackman, James McAvoy, Michael Fassbender

Estreou em: 22 de Maio | Classificação: 12 anos

Acho que para quem é fã de quadrinhos fica quase impossível fazer uma lista de melhores filmes do ano e não incluir este título. A franquia dos X-Men no cinema teve altos e baixos, mas depois do Primeira Classe parecia que, finalmente, as coisas iriam voltar a dar certo para os mutantes; e foi realmente isso que aconteceu.

Superando todas as expectativas possíveis, X-Men: Dias de um Futuro Esquecido trouxe tudo o que os fãs queriam ver: ação, drama, uma história boa (e que foi bem contada) e que, principalmente, apagou da cronologia todos os tropeços do passado. A introdução dos novos mutantes também caiu muito bem, mas foi a volta de alguns velhos conhecidos que tornou épica não só a cena final, mas todo o desenrolar do filme. Por tudo isso e muito mais, X-Men: Dias de um Futuro Esquecido tem lugar garantido não só no nosso Top 12 do ano, mas em qualquer lista feita com a intenção de falar sobre as melhores adaptações já feitas dos quadrinhos.

Vinícius Parra Borges





A Culpa é das Estrelas
The Fault in Our Stars - EUA, 2014 - Drama, Romance

Direção: Josh Boone

Elenco: Shailene Woodley, Ansel Elgort, Nat Wolff

Estreou em: 5 de Junho | Classificação: 12 anos

A Culpa é das Estrelas chegou aos cinemas com muita expectativa e uma dose de aflição dos leitores de John Green, que estavam ansiosos por aquela adaptação. Diferente do que costuma acontecer, muitos saíram satisfeitos com o resultado. Mesmo sendo impossível comparar um livro a um filme, neste caso conseguimos viver muitas das emoções de cada momento da obra, mesmo que na tela.

Com uma temática delicada - a vivência de um câncer por dois adolescentes -, Hazel Grace Lancaster (Shailene Woodley) segue em seu tratamento, com certa impaciência, mas vendo nos pais motivação para continuar. E são eles que a levam a um grupo de ajuda, onde ela conhece Augustus Waters (Ansel Elgort). Cheio de si e com uma energia única, ele e Hazel acabam se apaixonando e presenteando um ao outro uma vida com mais sentidos e ainda mais valorizada.

Acompanhar os dois e conhecer os limites de cada um torna a narrativa muito especial. O final, digamos um pouco surpreendente, também trabalha muito bem com as nossas emoções. A produção não oferece cenas grandiosas, mas certamente terá um lugar no coração de quem assistir.





Como Treinar o Seu Dragão 2
How to Train Your Dragon 2 - EUA, 2014 - Animação

Direção: Dean DeBlois

Vozes: Jay Baruchel, Cate Blanchett, Gerard Butler

Estreou em: 19 de Junho | Classificação: Livre

Como Treinar o Seu Dragão, apesar de ser uma franquia ainda muito nova, conquistou fãs ao redor do mundo com seu charme e sua beleza. Provavelmente, a história de Soluço será para a nova geração o que as animações clássicas do fim da década de 1990 e início da de 2000 foram para nós.

O segundo capítulo desta saga deixa de lado a jornada de amadurecimento e a doçura do primeiro filme, e, por isto, não o supera, mas chega bem perto ao investir numa história mais sombria e madura. De fato, fica claro, logo nos primeiros momentos, que Como Treinar o Seu Dragão 2 não está interessado em apenas entreter crianças, e sim em criar um longa com temas mais adultos. A densidade emocional do primeiro filme também está presente, de modo que não faltam cenas genuinamente tocantes - algumas até mesmo arrasadoras. Como Treinar o Seu Dragão 2 é um sucessor digno ao filme anterior, e novamente encanta seus espectadores.







O Grande Hotel Budapeste

The Grand Budapest Hotel - EUA, 2013 - Comédia, Drama

Direção: Wes Anderson

Elenco: Ralph Fiennes, Tony Revolori, F. Murray Abraham

Estreou em: 3 de Julho | Classificação: 14 anos

Sou um grande admirador de Wes Anderson e gosto muito de todos os seus filmes, no entanto, costumo estar junto "apenas" de seu grupo de fãs, uma vez que suas produções possuem o estigma de atingir apenas este nicho. Seu mais recente projeto, O Grande Hotel Budapeste, conseguiu expandir seu campo de admiração, embora seja um filme recheado pelo estilo de seu diretor.

No espaço de uma trama simplista, destaca-se um leque de personagens inusitados e extremamente interessantes, cujo grupo de grandes atuações por trás deles garante que cada uma de suas sub-tramas tornem-se fascinantes para o espectador.

Mas O Grande Hotel Budapeste é puro Cinema - e jamais funcionaria sem o visual, todos os recursos além-da-trama, geridos unicamente pela sétima entre as Artes, desde a simbologia construída em seus atraentes visuais, até o humor provocado por sua movimentação fotográfica.







Planeta dos Macacos: O Confronto
Dawn of the Planet of the Apes - EUA, 2014 - Ação, Ficção

Direção: Matt Reeves

Elenco: Andy Serkis, Jason Clarke, Gary Oldman

Estreou em: 24 de Julho | Classificação: 14 anos

Planeta dos Macacos: O Confronto deu continuidade ao excepcional Planeta dos Macacos: A Origem, de 2011. O elenco conta com Andy Serkis (O Senhor dos Anéis), Jason Clarke (O Grande Gatsby) e Gary Oldman (O Espião que Sabia Demais). O filme traz de volta o símio Cesar, dez anos após os eventos do primeiro longa. Agora, o que restou da humanidade após a gripe dos símios entrará em conflito com eles, tornando a situação do mundo ainda mais caótica.

Planeta dos Macacos: O Confronto é muito mais ambicioso do que seu antecessor, talvez por isso não chegue a ser tão empolgante, mas ainda é um ótimo filme com efeitos especiais sensacionais. Apesar de extremamente clichê, o roteiro funciona justamente pela situação peculiar de se mostrar a relação entre humanos e "macacos" desenvolvidos, em uma das distopias mais interessantes do cinema. A tensão permanece durante os 120 minutos e contamos com uma competente direção de Mark Reeves, que conseguiu criar planos espetaculares em diversas oportunidades, tornando essa uma produção de destaque entre os filmes de 2014. O longa-metragem ainda consegue o mérito de deixar certa ansiedade para o próximo filme, afinal todos querem saber como o Planeta Terra se tornou o Planeta dos Macacos.







Guardiões da Galáxia
Guardians Of The Galaxy - EUA, 2014 - Ação, Ficção

Direção: James Gunn

Elenco: Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista

Estreou em: 31 de Julho | Classificação: 12 anos

A Marvel cada vez mais expande seu reinado nas telonas, e Guardiões da Galáxia é a prova que eles possuem muito material bom a ser explorado ainda. O filme, que não possui ligação direta com a trama central dos Vingadores (até o momento pelo menos) foi uma grata surpresa para mim, que desconhecia completamente o universo da trama e seus personagens.

Somos apresentados aos carismáticos Peter Quill (a.k.a. Star Lord), Gamora, Rocket, Groot e Drax e cada um deles tem o destaque merecido, tendo desenvolvimento de suas próprias tramas. O maior trunfo do filme é que os personagens não se levam nem um pouco a sério, o que torna tudo muito mais divertido e faz com que nos identifiquemos com alguns deles. Além da diversão e carisma, o filme ainda superou as expectativas entregando uma história coesa que ajudou a dar o próximo passo para o Universo Marvel nos cinemas, nos apresentando, com muita propriedade o ultra vilão Thanos, citado ao fim do primeiro filme dos Vingadores.
Em resumo, Guardiões da Galáxia é um filme divertido, leve, com uma excepcional trilha sonora (sério, é incrível mesmo) e que merece ser conferido.







Garota Exemplar
Gone Girl - EUA, 2014 - Drama, Suspense

Direção: David Fincher

Elenco: Ben Affleck, Rosamund Pike, Neil Patrick Harris

Estreou em: 2 de Outubro | Classificação: 16 anos

Ousado e desafiador. É desta forma que podemos descrever pontualmente mais uma verdadeira obra contemporânea orquestrada pelo genial David Fincher.

Desde que anunciado, Garota Exemplar impressionou pela grandiosidade. Para os leitores da obra original, a tarefa de levar à tela do cinema uma história tão arrojada e complexa nunca pareceu fácil. Mas graças ao trabalho majestoso feito por Gillian Flynn, criadora do bagunçado mundo de Amy e Nick nos livros, o resultado foi nada menos que respeitoso e surpreendente.

No longa, Amy Dunne (interpretada de forma incrível por Rosamund Pike) desaparece em seu quinto aniversário de casamento; entre as investigações, as inúmeras pistas incriminam um inusitado suspeito: seu marido, Nick (Ben Affleck, em um papel primoroso). Durante o filme somos ainda apresentados à irmã gêmea de Nick, Margo (vivida pela simpática Carrie Coon), aos pais de Amy e a uma dezena de personagens que, quando não defendem Nick ferrenhamente, o apunhalam pelas costas em busca de respostas que levem até o paradeiro de sua Amy Exemplar.

Sendo destaque entre os indicados de grandes premiações do Cinema, Garota Exemplar figura entre os melhores de seu gênero em anos, o que não soa novidade, dada a imensa qualidade com a qual foi executado. Um deleite para os que amam suspense; um presente para os que amam o Cinema.



 




Boyhood - Da Infância à Juventude
Boyhood - EUA, 2014 - Drama

Direção: Richard Linklater

Elenco: Ellar Coltrane, Patricia Arquette, Ethan Hawke

Estreou em: 30 de Outubro | Classificação: 12 anos

Boyhood é um pequeno ensaio sobre a infância e a juventude em apenas 2 horas e 45 minutos de filme. É incrível como Richard Linklater construiu esta obra em doze anos de forma a criar uma história realista e cativante. Cativante, pois é fácil se ver no protagonista Mason ou em seus pais, dependendo da idade de quem assiste ao filme. O diretor mostra como "a melhor fase da vida" passa num piscar de olhos, porém é nesta fase que construímos quem vamos ser quando adultos.

A vida de Mason poderia ser a de qualquer um de nós, assim como seus conflitos e dilemas sobre a vida. Um filme sensível e delicado, extremamente peculiar pela complexidade da obra. Se o ator que interpreta Mason mudasse a cada etapa da juventude, não seria o mesmo efeito. A passagem do tempo que vemos nos atores é que causa o impacto sobre o envelhecimento, gerando a reflexão que o filme propõe.

Boyhood é simples e peculiar, uma obra rara, que nos apresenta não apenas um retrato da juventude, mas da vida em si. Não há como não considerá-lo um bom melhores filmes do ano, e já tem minha torcida para a temporada de premiações.


 




Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1
The Hunger Games: Mockingjay - Part 1 - EUA, 2013 - Drama, Ação, Ficção

Direção: Francis Lawrence

Elenco: Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth

Estreou em: 19 de Novembro | Classificação: 14 anos

O título "A Esperança", apesar de contrastar com o original Mockingjay, não poderia ser mais adequado para o terceiro capítulo da franquia Jogos Vorazes. O que é visível no livro fica ainda mais evidente nas telas: nesta primeira parte, as emoções estão mais presentes do que nunca. Separar a conclusão da história de Katniss Everdeen em duas partes talvez não tenha sido uma escolha tão ruim, afinal, permitiu que o primeiro filme pudesse focar-se nas extremas cargas emocional, política e psicológica da obra original. Num filme só, talvez não fosse possível atingir tal nível de complexidade ou beleza; talvez, algumas cenas marcantes, como a em que Katniss canta e incita um pequeno levante, não tivessem tamanha força.

Os céticos reclamarão da falta de ação - o que impressiona, devido a saga criticar justamente essa cultura de entretenimento a qualquer custo. Se o desenvolvimento chocante (com algumas cenas genuinamente traumáticas), a tensão perene e a violência cruel não são o suficiente para atingir o público e fazê-lo refletir, honestamente, não sei o que o será. Deve-se ainda dar destaque para as atuações, com uma das melhores performances da carreira de Jennifer Lawrence e a surpreendente transformação de Josh Hutcherson, além da presença comedida, mas forte do elenco secundário, em especial Julianne Moore e Phillip Seymour Hoffman. Com estas, completa-se a força de A Esperança, o melhor e mais maduro filme da franquia.




Concorda com nossa lista? Adicionaria algum outro título? Conte para nós qual sua lista pessoal!

Até a próxima!
Tops 3681650499877205089

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item