loggado
Carregando...

[Review] The Flash 1x08/09 - Flash vs. Arrow/The Man in the Yellow Suit

Sem palavras.


Sem palavras.

Essa review demorou para sair. Demorou muito para sair e um dos motivos é bem simples: os dois episódios foram tão bons, mas tão bons que eu precisei de muito tempo para me manter neutro sobre eles.

1x08 - Flash vs. Arrow


Na primeira parte do tão esperado crossover entre as duas séries, temos o elenco principal de Arrow visitando Central City enquanto Barry lida com um vilão chamado de Chroma, capaz de despertar instintos de raiva nas pessoas. Enquanto isso, Eddie monta uma força-tarefa anti Flash na delegacia da cidade, colocando o herói como um vigilante proibido. O desenvolvimento do episódio acontece quando Barry é infectado pelo Prisma e passa a agir de maneira compulsiva.

Com a chegada de Felicity, Oliver e Diggle, Barry passa a treinar um pouco com o Arqueiro Verde para se tornar um herói melhor. A dinâmica de Barry e Felicity continua incrível, mas o destaque passa para Oliver, que agora se vê na obrigação de impedir que um Barry louco e fora de si mate Eddie por ciúmes. Pontinhos a mais para o episódio pelas cenas na qual Diggle fica chocado com os poderes do Flash.

A luta entre os dois heróis foi, de longe, muito melhor do que eu esperava. Tanto os efeitos quanto a execução de toda a cena foi, no mínimo, incrível. A semelhança com os quadrinhos foi notável e só posso deixar aqui o meu carinho cada vez maior por todos os envolvidos nesse trabalho (até porque vocês não iam querer ver a minha reação na primeira vez que vi o episódio, é vergonhosa demais. Pode ou não envolver lágrimas!).

Como vilão, o Chroma foi completamente inútil e desperdiçado, servido apenas para ser o gatilho da história com o Oliver. Chato nos quadrinhos, chato na série, e eu não esperava mais do que isso. Como introdução o episódio foi muito bom, mas a segunda parte do crossover (que você pode ler a review aqui) foi superior a essa.



1x09 - The Man in the Yellow Suit



Ah, esse episódio. Foram tantas referências, introduções e aberturas de arco que eu realmente vou me segurar aqui para não me alongar muito numa análise dos quadrinhos do Flash. Só para começar, temos Ronnie Raymond, um dos heróis mais legais da DC Comics na minha opinião. O retorno do personagem, numa versão maluca de si mesmo (a explicação virá, e espero que seja satisfatória e coesa com os quadrinhos) foi muito oportuna e extremamente relevante para a trama do Flash nesse episódio.

Logo de início vemos o Flash Reverso numa corrida louca com Barry. A segunda aparição do vilão desde o flashback da morte de Nora foi complexa e bastante difícil de ser acompanhada para quem não está acostumado com o ritmo da série e dos quadrinhos. Introduzir o principal vilão do Flash, uma possível viagem no tempo e toda a relação dos dois com a morte de Nora não é uma tarefa simples, mas teve uma introdução digna de aplausos e acredito num desenvolvimento propício ao longo dessa segunda metade da temporada.

O episódio, apesar de incrivelmente bom (o melhor até aqui, na verdade), não foi muito além dessa introdução. Conhecemos o personagem, vemos a capacidade dele numa luta contra o Flash e ficamos com o enorme desejo de ver cenas daquele tipo em todo episódio. O foco vai, sem dúvida para o Ronnie. Ver o personagem retornar do nada, usando um grande potencial do seu poder e salvando o Flash do Reverso foi simplesmente insano, e preciso urgentemente do desenvolvimento dessa história toda e do Ronnie na tela em todos os episódios. Nunca imaginei que veria um Nuclear de carne e osso na TV ou nos cinemas, e a surpresa daquilo tudo foi muito gratificante.

A cena final da primeira parte da temporada, com certeza, foi um nó na cabeça de todo mundo. Eu, leitor de quadrinhos e enorme fã do Flash, terminei o episódio com um grande“aaaaaaaaaanh?” quando oficializaram  que Dr. Wells é o Reverso. Era uma teoria que eu possuía desde o primeiro episódio mas, quando penso nos quadrinhos, alguma coisa simplesmente não encaixa. Gostei dessa revelação por isso. Assim como Tommy Merlyn não é o Arqueiro Negro em Arrow, Eddie Thawne não ser o Flash Reverso mostra que a série veio pra surpreender até grandes conhecedores de HQ.

No geral, essa primeira parte da temporada de The Flash se mostrou muito boa. Morna entre os episódios 5 e 7, mas muito satisfatória em seu início e final, me deixando ansioso para o que vem por aí. Com a notícia da renovação, acredito que vão elevar o nível da série assim como aconteceu com Arrow, e fico cada vez mais confiante de que vai ser uma experiência incrível.



FICHA DOS VILÕES

Nome Civil: Ray Bivolo
Nome de Vilão: Chroma
Poderes: Manipular emoções, se tornar invisível, soltar raios de força pelos olhos
Origem dos Poderes: Óculos feito pelo seu pai


Nome Civil: Digger Harkness
Nome de vilão: Capitão Bumerangue
Poderes: Nenhum, apenas habilidades com bumerangues
*Apenas mencionado, o vilão aparece em Arrow


Nome Civil: Eobard Thawne
Nome de Vilão: Flash Reverso/Professor Zoom
Poderes: Super velocidade, rápida recuperação de ferimentos
Origem dos Poderes: Possuía a roupa do Flash (é um vilão do século 25)
e utilizou uma máquina para amplificar os poderes
*Existem inúmeras versões desse vilão, assim como existem vários Flashes


FICHA DO HERÓI

Nome Civil: Ronnie Raymond e Martin Stein 
Nome de Herói: Nuclear
Poderes: Vôo, absorção e manipulação de energia e elementos atômicos
Origem: Uma explosão nuclear uniu o Professor Stein e Ronnie em apenas um herói
The Flash 3640631284355367287

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item