loggado
Carregando...

[Review] Lost Girl 5x06 - Clear Eyes, Fae Hearts

" Let the games begin. "


"Let the games begin."

O episódio começa quando Bo tem um sonho com Lauren e a caixa de música que seu pai lhe enviou, um mau presságio, na minha opinião, do que está por vir. Lembrando que o próximo episódio já é o último da primeira parte desta última temporada, então plots já precisam começar a serem resolvidos.

Dyson leva Mark para um dia de trabalho (ainda me pergunto a utilidade nele na série, uma vez que o mesmo personagem vive renegando tudo que está ao seu redor, é como se fosse um Raine desta temporada) e os dois investigam um assassinato numa Universidade justamente com aquela marca esquisita. A personagem de Amanda Walsh, que até então é denominada Elizabeth Helm na série, seria Persephone de volta à vida na minha teoria, já que a mesma está ligada à vela que a Bo trouxe do inferno. E eu estava errada nisso.

Valkubus vai até o lugar para descobrir se há algum Fae que matou o jogador de futebol americano, mas acabam descobrindo que todos são humanos graças à Lauren, que examina um a um dos jogadores a pedido da nossa succubus e, claro, causando ciúmes na Valkíria. Porém, descobrimos que o mais suspeito dos jogadores, que acaba sobrevivendo a um acidente em campo, é descendente de Hércules, o próprio dos 12 trabalhos e filho de Zeus.

Bo então recorre ao Dyson para investigar o caso e eles acabam descobrindo que o descendente de Hércules não esconde nada que não seja sua sexualidade. O que deixa sua carreira em risco após ele admitir numa conferência de imprensa, e o fato irrita Elizabeth e Heratio (agente do jogadores, ex-encontro da Cassie, da Bo e ex-morto da clínica). Descobri que Elizabeth não é Persephone aqui e apenas aqui, pelo fato dela se encontrar com a Bo, baterem boa e ela jogar um raio que causa mais uma vez um ferimento que não pode ser curado.

Finalmente nosso time resolve juntar as peças do quebra-cabeça após Tamsin fazer um touchdown e confessar à Bo que ela considera que as duas estejam namorando, o que comentarei mais a frente pois o plot dos deuses gregos é mil vezes mais importante. Elizabeth, Heratio e Iris formam uma família de deuses, no caso, e segundo Trickster eles são o mais poderoso tipo de Faes que existe.

Claro que Bo esquece de mencionar sua própria descendência aqui para manter todos calmos, já que a era dos deuses está para voltar e isso pode ser ruim apenas pelo fato de que: eles são deuses! Alguém que tenha estudado história lembra das confusões no Olimpo? Pois é! E o papai da Bo ainda é ninguém menos que Hades! Elizabeth quer de fato reunir a família, e isso não vai ser nada bom, para Bo principalmente.

Agora voltando ao problema amoroso da nossa succubus, porque além de ter que lidar com uma família de deuses ela tem a Tamsin como namorada. Não que isso seja ruim, mas vamos combinar que ela é ciumenta demais e não quer a Lauren nem perto da Bo, que realmente a está tratando como namorada, mas também como uma amiga mais próxima, talvez substituir a falta da Kenzi.


Pena que a Tamsin interpretou isso de maneira errada, porque todo mundo sabe que em Lost Girl ninguém é de ninguém. Olhem a Lauren, por exemplo, que mesmo com o coração quebrado e querendo tirar umas casquinhas da Bo ainda fica na sua e sabe se controlar, mas a TamTam tem mesmo que ficar beijando ela pra marcar território? Sério? Quero ver é como ela vai reagir após cair a ficha. Valkírias chateadas não são legais, né mesmo?

Reviews 969186360148225936

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item