loggado
Carregando...

[Review] Grey's Anatomy 11x09 - Where Do We Go From Here?

Dor.


Dor.

Se tem algo que, em onze temporadas, Grey's soube fazer foi o drama - do bom e do melhor -, fazendo assim se manter no ar durante todo esse tempo. E, parece que nesta temporada, nossa amada Shondinha decidiu não deixar espaço para mais nada, trazendo, assim, uma dose de drama gigante, bem estruturado e com um fundamento crível para o Grey Sloan, mostrando o que a vida sempre faz: ferrar com quem menos merece.

O meu coração está em cacos por Kepner, personagem que é tão amada e já passou por várias situações "delicadas", mas que agora se encontra na maior crueldade que a série já mostrou. O bebê da ruiva, mesmo que não planejado, havia trazido uma alegria ao casal, que havia ficado muito tempo apagado, e agora, eles se veem em um beco sem saída. Não há uma solução viável para que esse bebê seja salvo, pelo menos não pelo que foi nos mostrado até agora. Isso, contudo, fez Kepner trazer à tona uma questão relevante: por qual motivo um 'deus' deixaria isso acontecer com uma pessoa que o adorou durante toda sua vida? 

Condizente com o caso semanal, onde supostamente uma mãe havia tentado suicídio com seus dois filhos no carro, Kepner se enraivece, e eu não tiro a razão da moça; porém, uma grande maioria de sua atitude foi equivocada, deixando espaço para erros e reclamações. De toda forma, a crueldade com a moça é superior a qualquer outra história que tenhamos visto, e abriu um grande lençol de questionamentos, colocando, assim, um xeque mate em crenças diversas. Estou ansioso pelo desenrolar disso, e confesso que já separei uma caixa de lenços para quando chegarmos ao final.

Destaque também para o casal MerDer, que mesmo após tantas discordâncias, tem força para tentar um relacionamento à distância. Força que se encontra trincada, levando em consideração que o post-it de casamento encontrou a lixeira por algumas horas. E como eles farão isso dar certo? Será algo que eu estou ansioso para ver, se é que irá dar certo. Não creio que Shonda teria a capacidade de acabar com o casal da década, mesmo com ambos os atores tendo contrato assinado com ABC por algum tempo mais. 

E quem levou o troféu de intrometida do ano foi Arizona, que, sem dúvidas, extrapolou todos os limites do profissionalismo, merecendo um bom tapa na cara de Geena Davis. Tapa que ainda não ocorreu, e destruiu a dra. Herman. Seu monólogo sobre esperança foi uma das frases que mais chamaram a atenção durante o episódio, principalmente pelo fato de ser genuíno, e, mesmo que fosse contra seus princípios, decidiu dar uma chance a Amelia, porém, em seus termos. E que termos, meus amigos, mostrando assim, a tenacidade numa personagem que irá até seu limite. Não apostava nada em sua personagem, e minha surpresa foi estonteante. 

De fato, Grey's retornou muito bem, sem deixar espaço para falhas. A temporada encontra-se muito consistente e interessante, fazendo assim ansiar por mais um episódio em sequência, deixando apenas uma sensação de falta ao termos que esperar semana após semana para termos a chance de nos emocionarmos novamente.


P.S.: Perdão pela falta de reviews, quando a vida chama, você não tem muita escolha.
Reviews 5082350863838350975

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item