loggado
Carregando...

[Review] How to Get Away with Murder 1x13 - Mama's Here Now

Tal mãe, tal filha.


Tal mãe, tal filha.

Se existe algo que gosto bastante em HTGAWMurder é que a série não se acomoda. São tantos elementos novos por episódio e tantos insights por parte dos roteiristas que não tem como nos entediarmos com a história. Esse décimo terceiro episódio foi apenas a constatação disso.

A principal diferença de Mama's Here Now para os demais foi a presença de Ophelia - interpretada magistralmente pela fantástica Cicely Tyson que destruiu em todas as cenas em que protagonizou durante o episódio -, mãe de Annalise, que descobrimos se chamar originalmente Anna May. Ophelia é tão rainha que já chegou sambando em sua primeira cena, afinal de contas como assim Frank e Bonnie não reconhecem uma VIP quando veem uma? Os momentos em que contracenou com Viola Davis foram explosivos. Com diálogos super afiados e ágeis, que mostraram toda a crueza da relação conturbada que as duas possuem, a série conseguiu estabelecer muito bem os motivos pelos quais Annalise tem essa personalidade complexa.

Foram muitos momentos chocantes neste episódio, começando por aquele em que descobrimos que Anna Mae, a.k.a. Annalise, fora estuprada por um tio quando criança e que sua mãe sabia de tudo. A revolta de Annalise foi a minha e eu aplaudi tudo o que ela disse e toda a sua indignação, afinal de contas, ela é uma pessoa permanentemente frágil e danificada emocionalmente pelo que fizeram com ela. Entretanto, minha cara foi no chão quando Ophelia conta para Annalise de quando descobriu o que ocorreu e como matou o próprio irmão queimado e a casa em que eles viviam pelo que ele tinha feito com a filha. A cena é fantástica e a atuação das duas atrizes é tão brilhante e visceral que só me e deixou estarrecido; Ophelia conta algo como isso enquanto penteia o cabelo da filha, como se não fosse nada. 

Mas nem só de Ophelia se tratou o episódio. Tivemos um ótimo caso de tribunal com Bonnie liderando e tentando provar para todos, inclusive para si mesma que é tão boa quanto Annalise perante ao juiz. Olha Bonnie, você até se esforçou, mas quem nasceu pra pano de chão nunca será edredom, viu bonita? Entretanto, tenho que admitir que a manobra utilizada por ela para absolver a enfermeira que estava sendo acusada de estuprar um paciente foi bem boa e surpreendente.

Em relação aos demais personagens, não está sendo nada fácil para Nate, hein? O cara está comendo o pão que o diabo amassou na cadeia e se mantém relutante em aceitar ajuda daquela que o colocou nessa situação, o que é totalmente compreensível. Já no terreno dos Keating Five, a coisa também não anda muito boa. Finalmente Wes ligou os pontos em relação ao seu antigo colega de quarto e descobriu que o rapaz foi internado em um hospício na noite em que Lila foi assassinada. Com a ajuda de Laurel <3 ele conseguiu ter acesso a Rudy e descobre da pior forma aquilo que todos nós já sabíamos: não se deve confiar em pessoas emo/góticas, pois, como já era esperado, Rebecca mentiu. #BOOM. Ela não só mentiu sobre não conhecer Rudy, como o rapaz a viu molhada voltando para casa no dia em que Lila fora afogada em um dos reservatórios de água de uma das fraternidades do campus. E agora? O que fazer quando a pessoa pela qual você mata alguém pode ser a verdadeira culpada pelo crime que você culpava o falecido?

P.S.: Desculpem o atraso da review, tive alguns problemas pessoais, além da demora da legenda. 

P.S.2: A review da finale dupla está saindo logo mais.

Reviews 6231405550574839545

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item