loggado
Carregando...

[Review] How to Get Away with Murder 1x14/15 - The Night Lila Died/It's All My Fault (Season Finale)

Cadê o ar depois dessa finale ?


Cadê o ar depois dessa finale?

Essa finale dupla de HTGAWMurder foi bem controversa em alguns pontos, mas sem deixar de ser maravilhosa. Aconteceu tanta coisa, algumas inúteis, outras previsíveis, mas, no conjunto, foram dois episódios bem coesos que fecharam algumas histórias e nos levaram a novas possibilidades para o segundo ano da série. Tratarei dos dois episódios separadamente para que o texto fique mais fácil de ler.


1x14 - The Night Lila Died



A solidão me fez roqueira.

Que episódio tenso. Finalmente as peças sobre a morte da Lila começaram a ser encaixadas e vimos como Rebecca é problemática. Primeiro porque ela e Lila tinham uma "amizade"um pouco doentia. Tive a sensação de que com Rebecca não tinha ninguém, ela se apegou muito à Lila, o que acabou sufocando a moça e a levou ao surto que vimos no início do episódio. Sobre ela, diferente da percepção que tive em sua aparição anterior na série, estava insuportavelmente chata nesses flashbacks. Fiquei até um pouco aliviado ao lembrar que ela já estava morta, porque olha... teria que ter saco para aturar essa menina gritando, chorando e fazendo beicinho a cada cinco segundos de cena.

Um dos pontos altos do episódio foi o excelente caso semanal mais uma vez lidando com temas polêmicos, agora com a Igreja Católica e seus rituais e preceitos. Fiquei horrorizado com os flashes do padre matando aquele outro reverendo com um artefato sagrado. De qualquer forma, achei maravilhoso a série abordar esse tema da pedofilia que acontece por parte de alguns seres nojentos que se dizem de Deus. Destaque pra o texto do episódio, principalmente o momento em que Annalise fala sobre o juramento de que as confissões que não podem ser reveladas acabam deixando impunes muitos crimes que ocorrem dentro da igreja. Rainha consciente.

Nate, coitado, continua no plot Prison Break com Annalise fazendo de tudo para tentar tirá-lo de lá. A estratégia de se deixar ser interrogada novamente pela polícia e informar pistas falsas que colocam Nate e Sam em contato físico foi muito boa, pois ajudam a justificativa da defesa de que a impressão digital no anel pode ter sido originada nesse momento. Além disso, a forma como Annalise faz Frank e Bonnie usarem Asher para tirar a juíza do caso de jogada foi maravilhosa.

Outro destaque ficou a cargo de Laurel e Wes. Finalmente o rapaz fez algo de útil e foi a fundo na história envolvendo Rebecca e Rudy, o antigo ocupante de seu quarto. Acontece que acaba que os demais Keating Five acabam descobrindo as mentiras da moça e interrogam Rebecca (principalmente Michaela, que finalmente me fez gostar dela após jogar todas as verdades na cara da moça). Honestamente, não sei o que Wes pensa. Sério que após descobrir que sua namoradinha emo mentiu o tempo todo ele chega em casa e ainda faz um sexo gostoso com a moça? Sério que depois de acompanhar o estado que seu colega de quarto ficou, provavelmente por causa dela, ele ainda se permite ficar em dúvidas sobre algo? Se a trama desse rapaz na série fosse um funk, sem dúvidas seria o clássico "Meu Namorado é um Otário", com Rebecca interpretando Mc Carol. Porque olha... vai ser trouxa assim no inferno.

A cena final foi destruidora. Realmente achei que eles tinham matado a Rebecca ali mesmo e chamado a Annalise para resolver. A cara dela ao ver que eles mantiveram Rebecca como refém no banheiro foi demais e um ótimo gancho para a crocância que seria a última hora de episódio, que finalmente nos responderia quem matou Lila. Por fim, ressalto que adoro o tipo de adrenalina que a série consegue provocar em mim nos últimos segundos de episódio. Estremeci com a música no final conforme Annalise se aproximava da porta. Fiquei arrepiado de verdade.

P.S.: O tapão que a Michaela deu na Rebecca me fez esquecer que ela foi uma intragável durante a temporada toda. Continue assim.



1x15 - It's All My Fault



Estou mais morto que Rebecca, Sam e Lila juntos.

Eis que finalmente chegamos ao momento em que todos esperávamos. Todos concordamos durante 14 semanas que HTGAWMurder fizera uma temporada espetacular, construindo sua história de forma paralela ao crime que deu início a todos os fatos que acompanhamos até agora: o assassinato de Lila. Então, fico realmente feliz em constatar que a resolução de tudo foi, apesar de bem simples e lógica, muito satisfatória, ao menos para mim, pois não foi fantasiosa nem tentou ser mirabolante demais. Apenas nos entregou o que era óbvio, mas de um jeito interessante.

Dando continuidade ao seu antecessor, It's All My Fault começa de forma poderosa: mostrando Lila sendo estrangulada por seu algoz, alternando com o olhar feroz de Annalise para Rebecca, que conforme vimos anteriormente, fora feita refém pelos Keating Five após ter ameaçado entregá-los pelo assassinato de Sam.

Amei muito Annalise durante esse episódio, pois sua atitude f#$@&% voltou com força total. Seja como aquela que controla a situação ou a que resolve problemas, ela se destacou principalmente no trato com Rebecca e Wes. Se com Rebecca ela foi dura e direta, com Wes a professora sempre é suave e até mesmo dócil. Desde o piloto da série vemos como ela tem um tratamento diferenciado como rapaz; e isso pode ser constatado nesse episódio na ótima cena na escada, na qual ela conforta Wes e o faz repetir seu mantra diário: "Sam matou Lila... Sam matou Lila...". Cada vez mais minha teoria de que Annalise pode mesmo ser a mãe biológica de Wes se fortalece, pois isso explicaria muito o carinho especial que a advogada sente pelo rapaz.

Por falar em carinho especial, uma dupla que vem se mostrando muito carismática é Asher e Bonnie. Os dois são muito divertidos juntos e sinto que eles realmente possuem uma química boa, apesar de Bonnie estar mais para o lado dramático da trama e Asher para o lado do humor. Outra que há muito tempo tem provado que é  muito mais esperta do que aparenta é Laurel, que toda semana justifica meu amor por ela provando o que Annalise disse nos episódios iniciais da série: fique sempre de olho nos quietinhos. Quão legal foi a sambada na cara que ela deu em Michaela e em todos nós, revelando que esteve com o anel de noivado da moça durante todo esse tempo e só não entregou para se certificar que Michaela não iria se entregar para a polícia e denunciá-los. Isso sim é ser esperta, é anteceder os problemas e ser criativo na hora das soluções.

Temos ainda Frank, que passou de capanga quase sem falas e interessado em Laurel no início da série, para assassino de Lila e responsável pelos maiores segredos da trama. Sim, Frank é o verdadeiro assassino de Lila, o que não é muito surpreendente, como disse no início, mas faz total sentido com a trama. Ele, desde o início, é mostrado como o faz-tudo de Annalise: oculta evidências, forja provas, etc. Porém, sempre esteve envolvido nas tramas centrais da história. O surpreendente nem foi ele ter feito o que fez, mas sim os motivos pelo quais ele fez isso. Em minha teorias, sempre que chegava em Frank como possível assassino, Annalise era a mandante. Saber que foi Sam o responsável e que Frank o fez porque possuía algum tipo de dívida com o ex-marido de sua chefe me deixou instigado.

Por fim, finalmente tivemos o fim de Rebecca... e não poderia ficar mais feliz com a solução que deram para a personagem. Foi um pouco clichê o mote da segunda temporada ser a investigação de um novo assassinato, mas era o que a série poderia fazer para se manter interessante. Creio que HTGAWMurder é uma daquelas séries com prazos de validade e espero que os roteiristas saibam conduzir tudo muito bem, de modo que a história não fique cansativa. Até agora eles estão de parabéns, torço para que a próxima temporada seja tão boa e coesa quanto esta.

P.S.: A cara de Frank e Annalise olhando para o corpo de Rebecca foi tipo :O. Quem será que matou a moça? Bonnie? Um dos Keating Five?

P.S.2: No chão com o plot do HIV envolvendo Oliver e Connor. Por um lado é bacana a série mostrar as consequências de se fazer sexo sem proteção, por outro é de partir o coração que o único personagem normal da trama esteja passando por isso. #ForçaOliver.

Espero que vocês tenham gostado e se divertido com os textos sobre a série aqui no site. Não esqueçam de deixar os comentários dizendo o que acharam. Nos vemos na próxima Fall Season ;)

Reviews 5793130634463440944

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item