loggado
Carregando...

[Review] Once Upon a Time 4x13 - Darkness on the Edge of Town


Olá, leitores! Então chegou a hora de falar do retorno de Once Upon a Time. A série de Adam Horowitz e Edward Kitsis tem um público que, provavelmente, viu poucas obras audiovisuais na vida. O declínio é evidente quando comparamos a primeira e excelente primeira temporada, mas parece que seus fãs não conseguem enxergar tal situação.

Assistindo ao décimo terceiro episódio desta quarta temporada conclui que, se você deseja torturar alguém, faça-o/a assistir por inúmeras vezes aos episódios da subestimada Once Upon a Time. Posso garantir que os efeitos serão o que você deseja e obterá seja lá o que for que está tentando conseguir desta pessoa. Está chegando ao ponto que é difícil até fazer piada da mesma porque dói os olhos assistir a criação desses roteiristas, que parecem ter carta branca para fazer m***a.

Claramente, sem ter mais o que inventar, esta segunda fase da série quer trazer agora à tona a baboseira do “autor” que pode escrever o final feliz das pessoas. Ursula (Merrin Dungey), Cruella De Vil (Victoria Smurfit) e Malévola (Kristin Bauer van Straten) vão se reunir – sendo que as duas primeiras já se reuniram – a Sr. Ouro para conseguir chegar ao “autor” primeiro. O que parece é que as ideias se esgotaram, portanto, ‘vamos escrever qualquer coisa que eles irão gostar’.

Adam e Edward,


Aparentemente, o tal passado, que só agora pareceu relevante mencionar, dos Charmings com as “Rainhas das Trevas” é o que poderá levar Emma Swan a se tornar “dark”. Sabemos que qualquer coração pode se tornar negro, mas se isso que aconteceu é tão obscuro ao ponto de levar a querida Salvadora (que raramente salva alguma coisa) ao lado sombrio da força, como a querida Branca de Neve, the fairest of them all, ainda tinha seu coração puro até fazer com que Regina assassinasse Cora?

Para os Charmings, Ursula e Cruella só tenho isso a declarar:


O humor de Regina é o que ainda dá uma pitada de tempero em Once Upon a Time. Veremos se a personagem irá resgatar sua essência agora que Robin foi embora, porque estava difícil aguentar todo aquele “all by myself” da primeira fase da quarta temporada. Quanto a Rumple: que espertinho, hein, planejou tudo desde que deixou a cidade. E uma pergunta básica: onde estava David/Charminho durante quase todo o episódio? Com dor de barriga? Um demônio surge na cidade e o príncipe da mesma está desaparecido? Okay... Mais uma pergunta: como eles não viram aquele bicho enorme sendo liberado do chapéu mágico?


Para encerrar esta review um pouco enraivecida com esses roteiristas fazendo seus telespectadores de otários, deixo-lhes esta imagem:


Até a próxima.
That's all folks!

Reviews 9104941327000751197

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item