loggado
Carregando...

[Review] Arrow 3x19/20 - Broken Arrow/The Fallen

" Al Sah-Him, heir to the demon. "


"Al Sah-Him, heir to the demon."

Antes de tudo, uma explicação: esta review não saiu antes porque meu coração estava se recuperando das emoções. A atual temporada de Arrow estava parecendo uma eterna promessa; mesmo com alguns episódios ótimos no meio dela, a sensação era de que a temporada passada foi tão boa que criou uma expectativa alta demais para ser alcançada. Chegando agora na reta final, já não é possível superar a média dos episódios do ano passado, mas estamos caminhando para um final com o potencial para ser o melhor até aqui.

Primeiro de tudo, parabéns aos roteiristas. Nunca imaginei que fossem ter coragem para fazer algo desse tipo, mas colocar Thea à beira da morte gerou não apenas uma das cenas mais chocantes da série, como também criou uma situação muito plausível para fazer o Oliver se juntar à Liga dos Assassinos. Mas antes de comentar esse fato e suas repercussões, vale a pena dar mais atenção a alguns fatos do episódio 19.

Broken Arrow foi, provavelmente, a maior montanha russa de emoções da série até hoje. Alguns momentos mais engraçados, como a felicidade do Ray ao trabalhar como o Oliver e a cena em que o Arqueiro fala para a Felicity que ela e o seu namorado provavelmente são parentes, foram uma ótima forma de deixar o público sem preparo nenhum para todo o drama do final. Falando em enganar o público, a suposta morte do Arsenal teve claramente a mesma intenção. Eu cheguei a pausar o episódio para xingar a série e todos os envolvidos nela  para, dois minutos depois, ficar muito feliz com a "brincadeira". Mas, apesar de continuar vivo, Roy saiu da série e a despedida foi emocionante. Espero que ele volte para a season finale, mas, de qualquer forma, ele deve voltar no máximo na próxima temporada.

O mais interessante, pensando no futuro da série, foi o fato de que sabemos da existência de um meta-humano que não ganhou seus poderes devido ao acelerador de partículas de Central City. Isso deixa a porta aberta para vilões mais poderosos na próxima temporada, e essa possibilidade é muito animadora. Outra "possibilidade", que agora está mais real do que nunca, é o relacionamento mais esperado da série: Olicity! Finalmente tivemos a cena esperada por muitos desde a primeira temporada, mas, por mais engraçado que possa parecer, o melhor disso tudo foi o fato de que a Felicity dopou o Oliver logo em seguida. Ela vem sendo consistente como uma das melhores (indiscutivelmente a melhor) personagem da série, e esse momento dela foi ótimo. Sua conversa com Ra's também foi surpreendente, especialmente porque acho que ninguém mais no mundo teria coragem de se dirigir a ele daquela forma.


Outra ideia que deu certo foi a importância do Poço de Lázaro na volta da Thea. Eu realmente fiquei na dúvida se ela voltaria ou não depois de ser empalada, mas agora que ela voltou (e por causa da forma como ela voltou), parece que a personagem se tornará ainda mais interessante do que já estava ficando graças ao fato de que aqueles que são curados pelo Poço voltam "diferentes".

Agora sim, falando sobre o que realmente importa, foi em The Fallen que vimos Oliver se unir à Liga dos Assassinos, e é óbvio que era por isso que estávamos esperando. Depois de muita conversa, muitas lágrimas e muito sangue, finalmente o Arqueiro se tornou o herdeiro do demônio, e essa pode ser a melhor coisa a acontecer com ele nessa temporada. Ao longo dos episódios, o personagem principal da série se mostrou chato diversas vezes, e isso não é culpa do ator, mas sim daqueles que queriam que ele seguisse esse caminho. Em vários momentos o Oliver que prometia tanto nos primeiros episódios se revelou menos inteligente e mais sem graça do que o esperado, então acho que essa mudança é exatamente o que ele precisava. É possível que isso acabe ainda nesta temporada, mas também existe a chance de que a conclusão da saga de Ra's Al Ghul só ocorra na próxima temporada; mas independente de como isso será feito, é óbvio que a experiência mudará o modo de agir do vigilante de Starling City.

Arrow já está mais habilidosa em lançar cliffhangers do que The Walking Dead, e é óbvio que no último episódio não seria diferente. Me sinto repetitivo ao falar de novo sobre todas as possibilidades que os últimos acontecimentos geraram, mas a série é assim e isso é um dos fatores que a faz ser tão boa. Claro que, ao mesmo tempo, isso pode ser um problema. É bom que a semelhança com a série de zumbis acabe aí, porque se os episódios finais forem uma decepção, isso pode acabar virando um problema sério para a sua longevidade. 

Reviews 3572743559066466029

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item