loggado
Carregando...

[Review] The Originals 2x19/20 - When the Levee Breaks/City Beneath the Sea

“ Se não podemos confiar uns nos outros, não podemos trabalhar juntos. ”


Se não podemos confiar uns nos outros, não podemos trabalhar juntos.

2x19 - When the Levee Breaks


Se a intenção de Dahlia era de desmoronar os Mikaelsons, ela conseguiu. Mesmo que o objetivo final seja salvar Hope das garras de Dahlia, cada personagem age do jeito que pensa ser melhor. E será essa lacuna que entregará Hope para Dahlia.

Klaus e Freya entraram numa disputa acirrada em When The Levee Breakes; os dois deixaram bem claro que não irão trabalhar juntos, já que ambos estão sempre desconfiando um do outro. Esse estranhamento dos dois deu o que tinha que dar, penso que é hora de desenvolver a parte em que os dois contentam-se em trabalhar um com o outro. Outra personagem que me surpreendeu nesse episódio foi Hayley. Às vezes esqueço o quão destemida e poderosa ela é, o que muda tudo, já que ela lutará com unhas e dentes pela filha. Jackson, apesar de não ser tão forte, mostra a Hayley que sempre que ela precisar terá o apoio dele.

Com o final da temporada chegando, o número de mortes aumenta consideravelmente. Aiden entrou na roda e despede-se de The Originals, deixando uma lacuna na timeline dele e na de Josh. E isso porque, segundo a Davina, pelo menos um dos dois tinha que ter um final feliz. Mas acho que isso não está no roteiro. Ao mesmo tempo em que Hayley nos surpreende com sua audácia, Dahlia usa de usa maldade. Em dois episódios duas mortes já foram, e pelo visto ela não tem intenção de parar até que possua o poder de Hope.

O encerramento que The Originals vem preparando para essa temporada me agrada bastante, e acho que será melhor do que a primeira. A família Mikaelson passará por grandes apertos agora que a batalha se aproxima. Espero que Klaus seja necessário nessa batalha, obrigando aos Mikaelsons a desempalhá-lo.



2x20 - City Beneath the Sea



City Beneath the Sea é o típico episódio de The Originals que só serve para preencher  o vazio até o ápice. A grandiosidade do episódio é inegável, mas muitas coisas poderiam ter sido reduzidas e adaptadas para que não tomassem tanto tempo.

A dois episódios da season finale, os plots começam a se fechar em torno de um plot principal que será responsável por segurar todo o último episódio. Depois da morte e enterro de Aiden; Hayley falando que ficará com os lobos; e Jack enfrentando os Mikaelson essa parte se encerra.  Sem contar a despedida e justificativa de Hayley para Elijah e Rebekah. Tudo apontando somente para a batalha que ainda não ocorreu. Os flashbacks da semana foram, de longe, a melhor parte do episódio. Julie Plec não erra quando se trata de contar os primórdios da história dos Mikaelsons, sempre há uma surpresa e tudo se justifica. É realmente incrível o trabalho que ela faz no decorrer de toda a temporada, e especialmente no final.

Klaus mudar de lado a essa altura do campeonato pode significar várias coisas: ou ele realmente acredita em tudo que Dahlia disse (o que eu acho pouco provável) ou tudo isso se trata de mais um plano para derrubar Dahlia; e também pode ser um motivo bobo de vingança contra os irmãos que o apunhalaram. É difícil até apostar no verdadeiro motivo, mas coisa boa vem por aí. Outra coisa em que Plec não falha é na construção de velórios. Por mais repetitivo que possa ser, os dela são sempre acrescidos de algo mais. E dar espaço para uma manifestação dessas nos episódios finais é grandioso, já que esse tempo poderia ter sido gasto com outra coisa.

City Beneath the Sea ocupou um espaço exageradamente grande, mas o episódio em si é satisfatório. Os outros que restam devem apelar mais para a ação do que temos visto. Finalmente chega a hora de Dahlia dar a cara à tapa. Resta saber se ela vai bater ou apanhar...

The Originals 498763895358904834

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item