loggado
Carregando...

[Review] Vikings 3x09 - Breaking Point

Todos chocados.


Todos chocados.

Vikings se aproxima cada vez mais da sua finale e já começa Breaking Point sem perder tempo. A tentativa de revanche dos nortenhos contra os franceses se inicia com fôlego: Lagertha, Rollo e Floki tentando tomar a ponte de entrada da cidade mais uma vez e agora tendo mais astúcia contra seus inimigos;  do outro lado, vemos que a princesa Gisla também não teme a invasão e alerta até suas aias.

A série realmente não economiza em sangue durante suas batalhas, e muito menos na estratégia de combate dos seus povos. Dito isto, é válido lembrar que, mesmo com um pouco mais de esperteza no ataque, o povo de Ragnar falha mais uma vez, o que, claro, deixa seu rei irritado e o coloca numa posição ainda mais difícil agora que ele está doente. Percebe-se que sua doença vai se proliferando ao ponto de fazê-lo alucinar com Athelstan e sobre o que ele deve fazer com tudo que se passa.

Nesta última tentativa de ataque viking, aquela velha senhora que fala a língua dos francos é capturada e o Imperador Charles a usa como instrumento de comunicação com os inimigos, visto que sua cidade agora sofre com doença e a grande probabilidade de falta de comida. Assim, ela tenta arranjar um encontro entre Ragnar e Charles, que oferece todo o outro e prata da cidade para que eles voltem para suas terras, deixando-os assim em paz. E quando todos questionam o porquê devem fazer o acordo com o Imperador, Ragnar se manifesta cansado de dar ouvidos a todos ao seu redor.

"Eu sou o Rei, não pedi por isso, mas nunca tive outra escolha, e o que Reis fazem?"
"Eles governam." - responde Bjorn.
"Isso! EU sou o Rei, não vocês!"

É então que ele tem uma conversa particular com a velha e pede que ela o leve até Charles, que diz os termos na frente do Rei Viking, mas em retorno ele pede apenas uma coisa: ser batizado para reencontrar-se com Athelstan no céu. Seu pedido choca a todos, desde cristãos até pagãos, e é quando me pergunto: estaria mesmo Ragnar cego pelo Priest e sua religião como Floki sempre disse? Charles e o bispo negam, mas Ragnar insiste e diz que ali está presente um homem de Deus. E é assim que nosso Rei Viking adere ao cristianismo, de uma forma que deixa os seus seguidores chocados e bastante revoltados, como já pode ser visto na promo do último episódio que irá ao ar esta semana ainda. Ragnar não irá para o Valhalla.


Falando em religiões, em Kattegart aparece um cristão pregando a existência de um único Deus no mundo e Aslaug, como Rainha, testa-o para que tal ideia não contagie seu povo na falta do marido; ele falha e ela manda matá-lo. Vale lembrar que Porrun foi embora abandonando sua filha com Bjron na casa da sogra, ainda sobre o drama dela com a cicatriz: desnecessário.

Em Wessex, Rei Ecbert fica um pouco mais íntimo da sua nora e diz que, após sua morte, será Alfredo e seus irmãos que herdarão o trono, criando assim a hereditariedade política nos reinos ingleses, mesmo que para isso seu filho tenha que sair do caminho. E novamente essa ênfase nos mostra que Ecbert pode não ser capaz de matar o próprio filho diretamente, contudo, pode ser numa dessas missões de príncipe que ele finalmente vá encontrar Jesus.

Vikings tem apenas um episódio para mostrar como as atitudes de Ragnar afetarão seu povo, fechar de uma vez o plot de Wessex e Ecbert  e responder a pergunta: eles vão conseguir tomar Paris ou vão embora depois do batismo do Ragnar? Quanto a chegada da quarta temporada, muito pode ser explorado tal como as consequências do sincretismo religioso. E para quem  quer ver mais parede de escudos, fica a recomendação de The Last Kingdom, que é a adaptação da saga de livros de Bernard Cornwell, As Crônicas Saxônicas, que teve seu primeiro trailer divulgado este final de semana.

Vikings 8553704771711912455

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item