loggado
Carregando...

[Review] Penny Dreadful 2x02 - Verbis Diablo

A língua morta, a língua de Lúcifer.


A língua morta, a língua de Lúcifer.
Quando uma das bruxas do covil sai em busca de um bebê no metrô londrino da época, fica no ar a dúvida da serventia daquilo. Mas logo vemos que ela o captura para que "mãe" delas pegue o coração do bebê para colocar num boneco de vodu com o rosto de Vanessa, que é, de fato, atingida pela magia negra da inimiga, que até agora só é conhecida pelo Sir Malcom.

Explico: ele vai à biblioteca de Londres e encontra a tal bruxa mãe numa boa. Os dois são amiguinhos, só que ela roga logo uma praga no ouvido dele,  tirando, talvez, algumas habilidades como por exemplo a sua mira. Mas isso não ficou muito claro, já que na cena na qual os dois estão atirando ao alvo existe uma conversa tensa no meio. Porém, creio que realmente rolou uma deficiência no Malcolm, assim como quando ela rogou a praga para a Vanessa no episódio anterior.

Já Vanessa está se recuperando da "luta das rezas". Para ajudar contra as bruxas, ela manda chamar aquele professor da universidade que conhece coisas do submundo. Com a gangue reunida, ele explica mais sobre a tal língua de Lúcifer, o Verbis Diablo, que dá nome ao episódio. Essa língua que o anjo caído usou para manter-se afastado de Deus e agora é usada por seus seguidores, no caso, as bruxas. Ives também termina o episódio sob efeito do boneco vodu, e isso me deixou bastante curiosa sobre como o tema será retratado na série.

O tal professor também confessa ainda ter alguns artefatos, como a sela em que o discípulo de Lúcifer ficou, e Chandler vai buscá-los com ele. Só que no fim do episódio também descobrimos que o professor está trabalhando para as bruxas más, e tudo isso deve ter sido uma armação para que Vanessa se aproxime do mal que a persegue... Será?

Em algum lugar, talvez fora de Londres, vemos Dorian morrendo de saudades da Miss Ives. Sentiria pena se ele não fosse o Dorian e também se ele não fosse abordado por uma mulher que o convence a ir visitar seu quarto. Mas quando ele chega ao bordel tem uma surpresa um tanto que agradável. E percebemos que, pelo seu sorriso, ele vai mesmo se divertir com a travesti. Para que saudades, não é mesmo?

No laboratório de Frankestein, Victor começa a ajeitar sua Lily (nome novo dado à Croft) e em suas primeiras conversas ela já demonstra uma personalidade bastante curiosa diante de sua origem e sobre A Criatura (que neste episódio também assume o nome de John McClaire). Depois de um tapa no visual, Lily e John se apresentam formalmente e realmente há um encantamento de um pelo outro ali. Mas Victor no meio dos dois terá que aprender a lidar com sua curiosidade pelo corpo da obra feminina sua...

Reviews 6547796722111360345

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item