loggado
Carregando...

[Review] Revenge 4x23 - Two Graves (Series Finale)

“ Quando tudo o que você ama é tirado de você, alguém tem que pagar. ”


Quando tudo o que você ama é tirado de você, alguém tem que pagar.

Nosso amado novelão de domingo chega ao seu fim. Fadada desde a terceira temporada, Revenge perdeu sua chance de continuar na grade da ABC. E nós, fãs, perdemos uma trama que gostávamos e acompanhávamos por tanto tempo.

Muitos não irão concordar, mas achei o final digno do que a série merecia. A trama se encerrou de uma forma espetacular e finalmente tivemos o fechamento dessa longa vingança, deixando alguns ganchos ao pensamento do espectador para que cada um possa escolher o melhor final para si. Mas chega de enrolação e vamos falar sobre o que realmente ocorreu nesta fantasiosa Series Finale.

Para a despedida, não poderia faltar mais uma ação do Team Amanda. E foi isso que nos foi dado. Uma última missão que livraria Amanda de todas as acusações injustas que haviam sido feitas. Diferente do que estávamos acostumados, a ação deste episódio foi um pouco mais branda. A necessidade do drama se viu presente para um encerramento confiável, e o prometido foi entregue. Nolan, Jack e David foram fenomenais e o destaque, sem sombra de dúvidas, vai para David Clarke, que terminou o que começou por sua causa. E, claro, se viu no dever de salvar a filha da escuridão para a qual ele foi arrastado. A morte de David foi emocionante. Apesar de já esperada, ver acontecer fez parecer real.

Vimos o ponto de vista de Victoria e as lacunas do plano dela foram preenchidas e esclarecidas. A conversa entre ela e a mãe em Two Graves foi fenomenal. Vimos de onde surgiu o monstro que era conhecido como Victoria Grayson. Porém, durante todo o episódio fica explícito a necessidade de expor que todos sempre têm escolhas. E a escolha de Victoria a condenou a um final que todos nós esperávamos.

Os finais dados aos coadjuvantes não foram finais. Fica claro que o roteiro foi altamente mudado para que a história terminasse em Two Graves. Por exemplo, Margaux se entregar para a polícia foi muito tosco. Porém, logo em seguida temos uma justificativa aceitável do porquê ela fazer isso, e foi ali que os roteiristas ganharam minha confiança em relação a este último episódio. O final, apesar de ter sido feito às pressas, supre o que precisávamos ver. Louise teve um tipo diferente de se redimir. Ao entregar Victoria à Amanda ela se livrou da relação de submissão que vinha tendo desde a aparição da personagem na trama.

O coração transplantado de Amanda é ou não é da Victoria? Essa foi a jogada de mestre, plantar essa dúvida e deixar os espectadores sem resposta pode ser cruel, mas é inteligentíssimo. A discussão que se gerará a partir disso é imensurável, e claro, sempre que você assistir novamente este episódio a dúvida existirá. Que Amanda e Jack ficariam juntos a gente não tinha dúvida, mas foi legal ver isso se concretizar. E em meio a tantas grandes festas, tivemos um casamento simplista para decretar o final feliz.

Infinity times infinity... é o tamanho da saudade que sentiremos de Revenge. Porém, para a nossa alegria, um spin-off foi prometido e parece que não demorará para ir ao ar. Sem sombra de dúvidas Revenge não era o que já foi um dia, mas Amanda Clarke conseguiu manter-se fiel e pura em relação ao seu ideal de vingança.

"Quando tudo o que você ama for tirado de você, considere a minha história enquanto embarca na sua jornada de vingança."

Series Finale 9098154709185833304

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item