loggado
Carregando...

[Falando Sobre...] Coletiva O Exterminador do Futuro - Gênesis

Arnold Schwarzenegger esteve no Rio para divulgar o novo filme da franquia. Foto: Gabriel Gill...

Arnold Schwarzenegger esteve no Rio para divulgar o novo filme da franquia. Foto: Gabriel Gilla/LoGGado

Em entrevista coletiva concedida no dia 1º de junho, no Copacabana Palace, zona sul do Rio de Janeiro, o ator Arnold Schwarzenegger falou sobre o filme O Exterminador do Futuro: Gênesis, o quinto da franquia iniciada em 1984. Bem-humorado, Schwarzenegger brincou com os jornalistas e contou um pouco sobre como foi a produção e o que será visto no longa que chega aos cinemas em 2 de julho.

Foto: Raphael Dias/Getty Images
Ao abrir a entrevista, Arnold disse que adora fazer filmes pequenos e médios. Ao receber o convite para retornar à franquia Exterminador do Futuro, ele confessou se sentir muito feliz por ela continuar viva no imaginário do espectador quando, hoje em dia, não é mais necessário que um ator esteja vinculado a uma série de filmes e pode ser substituído sem maiores dificuldades.

Para o ator, voltar a interpretar T-800 depois de tantos anos foi como andar de bicicleta, "não se esquece de como fazer". A parte mais complicada foi se acostumar novamente a não piscar nas cenas de tiro, afinal uma máquina não se assusta com o barulho. O ator comentou que rodar algumas cenas do longa em set digital foi uma novidade e um grande exercício de imaginação, já que em 1984 o uso de sets reais e efeitos práticos ajudaram bastante durante as filmagens.

O ator foi só elogios à sua nova companheira de elenco, Emilia Clarke. No novo longa da franquia, a atriz dá vida à Sarah Connor, que ficou marcada pela interpretação de Linda Hamilton. Para ele, seria uma missão quase impossível substituir Linda, mas disse ter se impressionado com a entrega de Emilia ao longo do processo de preparação da personagem. "A escolha dos produtores foi a mais acertada, além de todos os homens babarem nela".

Quando perguntado sobre o "envelhecimento" do personagem, ele respondeu que a aparência do robô mudou, pois o tecido é orgânico, mas a parte interna permaneceu intacta e com as mesmas habilidades. Arnold teve que engordar 5 kg para estar com o mesmo físico de 1984. Ele disse ainda que no longa é possível ver o T-800 tentar entender as reações e sentimentos do ser humano, o que deixou o filme mais emotivo e interessante.

Foto: Gabriel Gilla/LoGGado
Arnold disse também que não gosta de ver o filme em fase de pós-produção, apenas quando o trabalho está concluído com trilha e todos os efeitos. Ele falou que sua relação com a tecnologia é engraçada e que não consegue nem ganhar do seu iPad no xadrez, além de todas as inovações criadas por James Cameron parecerem loucura quando o primeiro filme foi lançado.

Ao ser questionado se pensa em voltar à carreira política e o que faria se governasse o Rio de Janeiro, ele disse que não faria nada diferente do que fez na Califórnia, governaria para o povo e não em função de alianças políticas. Arnold declarou que ama a cidade e se apaixonou por ela na primeira vez que esteve aqui, em 1970, por isso a escolheu para sediar o seu campeonato de fisiculturismo.

Para concluir, o veterano ator de Hollywood disse que espera muito as Olimpíadas do ano que vem, pois será um sucesso, assim como a Copa do Mundo de 2014. Ele se referiu ao evento como "a melhor Copa de todas, mesmo com o Brasil não tendo saído campeão", e arrematou que "as crianças não devem nunca se deixar levar por palavras negativas e sempre devem acreditar no potencial que possuem”.

Galeria de Fotos
CLIQUE PARA AMPLIAR

     

     

     

     

Fotos: Gabriel Gilla/LoGGado
O Exterminador do Futuro: Gênesis 988525865167631206

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item