loggado
Carregando...

[Review] The Walking Dead 6x02 - JSS

Carol má, Morgan bom. Será?


Carol má, Morgan bom. Será?

The Walking Dead foi sanguinária ao extremo essa semana. Com um episódio de tirar o fôlego, mesmo sem a presença de personagens como Rick, Michonne e Daryl, a série apresentou minutos brutais do começo ao fim. JSS trouxe mais um conflito entre grupos e sobrou pouco espaço para conversa, entretanto, a divergência de ideias entre Morgan e Carol ficou muito mais clara em ações do que em discursos.

Quem sobrevive nesse mundo apocalíptico? Pessoas que fazem o que tem que ser feito para sobreviver. Isso incluí sim ter que comer um animal cru - como é difícil ser um réptil num mundo de zumbis! - e também atirar para matar. Ao menos é o que Carol acredita baseada nas experiências que  teve. E se não fosse por ela, Alexandria teria mais vítimas. Em oposição temos Morgan, que também sobreviveu e passou por várias situações - que não sabemos quais - e acredita que não é necessário matar. Para efeitos de entretenimento Morgan é chato, entretanto, ele tem um ponto a se pensar. 

O ponto é como manter um pouco de sanidade. Morgan poupa vidas e ok, ele está certo. É o tipo de pessoa que eu gostaria de encontrar pelo caminho, caso estivesse em um apocalipse zumbi. No entanto, como manter a sanidade num mundo em que você pode ser morto a qualquer instante e não necessariamente por um walker? No final das contas, perde-se a noção do que é certo ou errado num sentido moral, e sobra apenas sobreviver, fazer o possível para isso e, caso dê, salvar meu grupo e manter um local seguro. Se assim for possível. Dessa forma não só Carol como Rick pensam. O que Morgan teme - e com razão - é que eles percam o controle disso e comecem a matar por qualquer motivo. É possível que em breve não exista muita diferença entre o grupo de Rick e o "W", mas Carol ainda sente por seus mortos, ou seja, ela ainda não perdeu a razão do jeito que Morgan teme. Fica interessante pensar como o relacionamento dos dois vai se desenvolver ao longo dos próximos episódios, pois eles ainda se conhecem pouco.

Um exemplo é Jessie. Até então inofensiva, ela soltou seu lado brutal para se salvar. Com Carol foi assim também. É um caminho que funciona para continuar vivo. Morgan tem outro caminho, e nesse conflito de escolhas deve-se guiar a sexta temporada. Deixar membros de um grupo rival escapar foi uma atitude equivocada, mas Morgan é daqueles que mata apenas se for extremamente necessário. Se seu ponto de vista vai influenciar o grupo ou não, ainda não sabemos. Só aposto que Rick e Carol dificilmente mudem de comportamento.

A jovem Enid ainda é um mistério para mim. Se ela estava com o grupo e deixou Carl viver, essa compaixão não faz sentido, tendo em vista a brutalidade desse grupo. O único drama humano que me pareceu verídico, mesmo sendo com uma personagem até então figurante, foi a da médica e sua tentativa frustrada de salvar uma vida. O choque dos habitantes de Alexandria com o que tem além dos muros também foi interessante, e isso deve fortalecer Rick lá dentro... se ele conseguir voltar é claro.

Enfim, The Walking Dead teve um episódio banhado em sangue e violência, o que geralmente significa um bom episódio. Se o conflito de ideias entre Carol e/ou Rick vs Morgan continuar assim, teremos um ótimo sexto ano. No mais, é aguardar o que vem por ai. Se Alexandria parecia significar vida fácil, essa ideia acabou em JSS.

The Walking Dead 9087915566187320305

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item