loggado
Carregando...

[Review] Once Upon a Time 5x09/10 - The Bear King/Broken Heart


5x09 - The Bear King


Por definição, filler é um episódio de série, desenho animado, anime ou qualquer outra coisa que não tenha relação com o enredo principal. Ou seja, é um episódio em que nada, ou quase nada, do que passa na tela possui relevância para a história daquilo que estamos vendo. Só por isso já existe uma tendência natural que é não gostar desse tipo de episódio. Mas de tempos em tempos aparecem fillers bons, que mesmo sem ter ligação com o enredo principal trazem histórias que valem a pena acompanhar. E é isso o que acontece com The Bear King.

Focado em Merida, esse episódio não só nos contou um pouco mais sobre a história de uma das mais interessantes princesas da Disney, mas também marcou a volta de duas personagens que muita gente gosta: Mulan e Chapeuzinho Vermelho. Eu realmente gostei muito desse episódio, já que queria ver um pouco mais sobre a história da Merida, mas o tratamento dado a alguns dos personagens não foi dos melhores.

Começando pelo vilão Arthur. No começo da temporada elogiei a ideia de transformar um dos maiores heróis medievais em vilão nessa adaptação. Mas conforme o tempo foi passando, isso foi se revelando cada vez mais como uma má ideia. Não era um conceito ruim, mas a execução deixou muito a desejar. Com pouquíssimas características de destaque, Arthur é o mais próximo que a série já chegou de um vilão genérico e sem graça (sorte que a Zelena esteve o tempo todo do lado dele para deixar as coisas mais interessantes). Outra personagem que não recebeu o melhor tratamento possível foi Mulan. A honra era a uma das características definidoras de sua personalidade, e ela abandou tudo em que acreditava porque levou um fora? Sério mesmo? Vou elogiar os outros momentos dela no episódio, mas essa ideia foi absolutamente ridícula.

Mas independente de como Mulan foi trazida de volta, a ideia de unir as duas princesas guerreiras da Disney foi muito boa. Colocar Mulan como treinadora de Merida foi uma ótima ideia e eu gostei bastante das interações entre elas. Os treinamentos, as conversas, tudo fluiu muito bem entre as duas, e por um instante eu até esqueci que existia outra história (mais importante) para ser contada.


Apesar disso, o melhor retorno foi o de Ruby. Eu fiquei realmente surpreso por terem dado uma explicação até que boa para a ausência da personagem. Pensei que ela simplesmente apareceria com uma explicação bobinha ou fazendo alguma piada envolvendo sua ausência, foi bom ver que os roteiristas levam a série mais a sério que isso. Também foi bom que ela não só apareceu mas contribuiu de maneira útil para algo no episódio (verdade que não foi muito, mas já foi alguma coisa). E o melhor de tudo é saber que as cenas finais deixaram em aberto a volta dela e da Mulan para a série, até porque já passou da hora de vermos um pouco mais da história da guerreira que salvou a China.

No geral, o episódio serviu para encher linguiça agradar aos fãs dessas personagens, mas o resultado final foi bom o bastante para entreter todo o público. A história da Merida precisava ser contada, e a maneira como fizeram isso me agradou bastante (destaque para o duelo entre ela e Arthur). A volta de Mulan e Ruby também foi interessante e, apesar de não ter sido nada genial, The Bear King foi um dos episódios fillers mais legais da série.



5x10 - Broken Heart



Broken Heart foi a tão aguardada continuação da história principal. E mesmo com Birth gerando expectativas muito altas, esse episódio conseguiu manter o nível de qualidade da temporada.

Antes de falar dos pontos positivos, quero questionar um pouco o caminho escolhido pelos roteiristas. É bom falar que eu realmente gostei da ideia de transformar o Gancho em um senhor das trevas. Desde a ideia até a forma como ocorreu, tudo foi muito bom, mas eu não gostei muito como as consequências disso estão sendo exploradas. A força que Emma demonstrou impedindo que as trevas tomassem completamente conta da dela foi muito grande, e apesar de planejar um assassinato ela não parecia ser tão “dark” quanto esperávamos. Isso se deve pelo amor dela ao Killian e pela sua vontade de ter um futuro com ele. Sabendo disso, fica a dúvida: por que com ele o amor não conseguiu superar a maldade? Entendo que ele já tinha sido muito ruim no passado, mas a força do amor, na série, já se mostrou por diversas vezes como a mais poderosa. Então por que ele não consegue entender que a Ema só queria ajudá-lo?

Não penso que essa dúvida tira o mérito de tudo o que está acontecendo entre os dois, mas é um questionamento válido. Imagino até que pode ser encenação dele e que existe um plano maior por trás de tudo. Óbvio que por plano maior eu me refiro a algo bom, e que a volta dos senhores das trevas antigos de algum modo possa contribuir para isso (talvez eliminar a todos definitivamente?). De qualquer forma, fazia muito tempo que o enredo de OUaT não me deixava tão interessado e curioso. Então considero que o meu shipp envolvendo o casal não é tão importante quanto a qualidade do programa.

Falando um pouco sobre relacionamentos, eu preciso me desculpar com os roteiristas. Eu fiquei extremamente feliz em ver a Belle dando um fora no Rumple. Eu pensei que depois The Bear and the Bow eles fossem insistir em reunir esse casal, mas o fato de que isso não deve acontecer foi uma das melhores notícias do episódio. O preocupante é que parece que ficou em aberto, que ela precisa de um tempo e tal, e espero não ter que mudar minha opinião sobre os roteiristas de novo, especialmente no que se refere a este assunto.

Apesar desse ótimo momento, o grande destaque foi para o casal central da série. As cenas entre Emma e Gancho foram todas muito boas. Os diálogos foram bem escritos, e por mais que eu duvide do excesso de maldade presente no Killian, não posso negar que a execução dessa mudança de personalidade foi muito boa. Com um show de atuação de ambos, as interações entre os dois senhores das trevas, principalmente nos flashbacks, foram fantásticas (destaque para a cena em que Emma entrega a Excalibur para Killian). Fica difícil duvidar de um enredo quando ele é tão bem executado.

Mas é impossível falar sobre Broken Heart sem comentar seus últimos momentos. A cena final com Caronte trazendo de volta Nimue e os outros senhores das trevas foi ótima, e provavelmente um dos cliffhangers mais impactantes da série até aqui (provavelmente só perde para a Emma sendo engolida pelas trevas), considerando as possíveis repercussões desse fato. Eu quero muito saber como vai ser a batalha contra eles, porque se um Dark One já era o maior inimigo que eles poderiam ter, então um exército deles parece ser um desafio quase impossível.

Com um cliffhanger fantástico, momentos surpreendentes e um acerto enorme dos roteiristas Broken Heart deixou todo mundo com uma expectativa enorme para o mid-season finale. E eu espero que o final dessa saga seja tão bom quanto todo o resto.

Reviews 7489195025232460155

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item