loggado
Carregando...

[Fora de Cena] Clube dos Cinco

" Nós vamos nos transformar nos nossos pais?(...) Eu poderia desaparecer amanhã e ninguém...


"Nós vamos nos transformar nos nossos pais?(...)
Eu poderia desaparecer amanhã e ninguém iria notar."

Clássico dos anos 1980, Clube dos Cinco é um daqueles filmes obrigatórios para todo cinéfilo de plantão. Tenha você nascido naquela década ou não, o filme de John Hughes traz estereótipos de adolescentes para tratar um pouco da convivência em sociedade e suas diferenças, que às vezes são levadas a sério demais. E a pergunta final é: quem nós somos de verdade?

Presos por todo um sábado na detenção por motivos diversos e até por coisas que ninguém imaginaria, é durante esse dia que eles devem aturar uma convivência mais próxima um do outro. Assim, os adolescentes acabam descobrindo que têm algumas coisas em comum: raiva dos pais, dos professores, do fardo de ter que fingir ser alguém que não é e que mesmo com as diferenças, eles podem ser amigos. Contudo, seus papéis a cumprir numa sociedade hipócrita não os permite. Isso tudo é demonstrado numa dramédia que te cativa do início ao fim.


Além de tudo, o filme traz "Don’t You (Forget About Me)", de Simple Minds, como música tema. A canção é uma das coisas que mais amo no filme, já que mostra bem que nem tudo parece ser o que é. Também se encaixa muito bem no roteiro incrível, assim como a cena final clássica de alguém que luta para sobreviver em meio a um caos. E sim, apesar de o clube ser de adolescentes, vemos que a temática também se estende aos adultos que se portam assim a partir das regras de papéis e status a se cumprir da nossa sociedade. É um daqueles filmes que vai te fazer refletir, mas ao mesmo tempo vai te fazer rir – sim, temos ótimas piadas e cenas tão fora do comum que viram, de fato, engraçadas (com ou sem aquele beck).


Clube dos Cinco é um dos meus filmes preferidos não só pela forma como as questões são abordadas, mas também pela sua fotografia e direção. Mas uma das coisas que mais marcam é a carta ao Sr. Vernon (diretor da escola) como resposta ao dever que ele pede para nossos protagonistas com a questão das identidades:

"Caro Sr. Vernon, aceitamos o fato de que nós tivemos que sacrificar um sábado inteiro na detenção, com que foi que fizemos de errado… Mas acho que você está louco para nos fazer escrever um texto dizendo o que nós pensamos de nós mesmos. Você nos enxerga como você deseja nos enxergar… Em termos mais simples e com as definições mais convenientes. Mas o que descobrimos é que cada um de nós é um cérebro… E um atleta… E um caso perdido… Uma princesa… E um criminoso… Isso responde a sua pergunta?" Sinceramente, O Clube dos Cinco

Em 2015, o filme completou 30 anos e foi exibido em algumas salas do Brasil de forma gratuita para homenagear à obra que marcou uma década da história do cinema. Porém, como disse antes, o longa traz temáticas universais que perduram até os dias atuais. Espero que quem ainda não assistiu dê uma chance para Clube dos Cinco, que é um daqueles filmes que você vê, revê e quer ver de novo na próxima oportunidade que tiver.
Fora de Cena 3977224017086708754

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item