loggado
Carregando...

Animaction | Liga da Justiça: Trono de Atlantis


Trono de Atlantis é uma das minhas animações favoritas da DC/Warner não apenas por mostrar um pouco da origem do Aquaman, mas também por trazer uma formação bastante legal da Liga da Justiça - com Shazam, Ciborgue e Aquaman, que são muitas vezes deixados de lado nas animações, porém vêm ganhado espaço ultimamente, tanto que os dois últimos irão ganhar filmes solo nas telonas.

A história da animação traz um enredo bastante interessante sobre Arthur Curry, que segundo sua mãe será aquele que vai unir os atlânticos com os que caminham pela terra. Um trabalho que nossa Diana Prince também tem, vemos isso quando o Clark diz que ela é uma embaixadora. Mas tem uma trama para roubar o trono do reino perdido, quando o príncipe Orm se une a Black Manta para fazer com que seu povo entre em guerra com os que caminham sobre a terra.


Um dos pontos fortes do filme são os poderes do Aquaman, que mesmo sendo meio-humano e meio-atlântico, mostra-se bastante poderoso nas lutas e vai descobrindo algumas curiosidades sobre si aos poucos, desde seu nascimento quanto as responsabilidades que vêm com o Tridente. Uma das coisas que se pode notar sobre o Arthur é que ele realmente gosta dos animais marinhos e aqui uma ressalva é que sim, ele fala com os peixes e sim, ele os usa em campo de batalha como aliados, mas de uma forma mais séria. A animação é a continuação de Liga da Justiça: Guerra (2014) e é baseada em Os Novos 52 da DC Comics, logo temos uma roupagem mais séria dos personagens (o alívio cômico aqui não é o Flash, como muitos estão acostumados, e sim o Shazam), detalhe perceptível através do plano de fundo, que é sempre escuro, seja no fundo do mar ou no meio da batalha em Metrópolis.

O romance de Curry com Mera também tem seu pontapé inicial aqui, algo que será importante para o futuro de Atlantis, como já conhecemos. Acredito que a animação é interessante justamente por trazer esses personagens pouco explorados no Universo da DC e menos conhecidos daqueles que não são muito chegados ao Rei dos Sete Mares. A traição de Black Manta, principal vilão, e o propósito inicial de Mera vão formando a trama que leva Arthur ao trono.


Sem muito mais spoilers, confesso que esse é mais um filme da Liga que é salvo pelo Batman. Talvez pelo seu lado detetive, mas isso me satura até sendo fã do morcego. Me pergunto como seria um filme da Liga em que o Lanterna salvaria a todos, sem ser ele o protagonista - pois algumas vezes ele se destaca quando isso ocorre. E se isso existe, alguém por favor me diga onde.

Não me prolongando mais, é bom alguns fatos serem mostrados aqui como a Liga ainda não ter uma formação única e nem ser bem estruturada, como ter o Hall da Justiça ou a Torre de Vigilância. Nesses dias eles se encontram no S.T.A.R. Labs, onde o Ciborgue trabalha. A adesão do Aquaman traz uma nova realidade: novas ameaças em potencial estão surgindo, o que é suficiente para que os heróis assumam que a Liga existe de fato, um problema que até então precisava ser resolvido.
Liga da Justiça: Trono de Atlantis 6381158456391875218

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item