loggado
Carregando...

First Look | Westworld 1x01 - The Original


Um mundo de possibilidades.

Estreou no último domingo (2) uma das mais aguardadas séries do ano, Westworld, super-produção da HBO inspirada no filme homônimo de 1973 dirigido por Michael Crichton. O canal, que busca uma sucessora para Game of Thrones, não parece ter medido esforços na produção e divulgação de sua nova atração. Com produção de ninguém menos que J.J. Abrams e direção de Jonathan Nolan, o piloto de Westworld prima pelas qualidades que todo início de série deve ter: uma trama interessante e com potencial de expansão gigantesco.

Westworld é uma ficção cientifica futurista em que um grande parque temático, que dá nome à série, reproduz outros períodos históricos para seus visitantes. Os habitantes desse parque são robôs extremamente sofisticados que convivem com os turistas e estão lá para satisfazer suas vontades, que vão desde uma mera visita a um saloon clássico de velho oeste até tiroteios e estupros. Neste primeiro episódio, a série apresenta personagens misteriosos como o programador Bernard Lowe (Jeffrey Wright), que aparenta ter uma admiração acima do comum pelos robôs, assim como seu chefe Dr. Robert Ford, interpretado por Anthony Hopkins. Entretanto, o foco permanece nos robôs que habitam o parque, como a jovem Dolores (Evan Rachel Wood).

Se o erro de muitos roteiristas de séries é deixar o melhor para depois, aqui o mesmo não acontece, pois cada cena vai instigando o espectador para o que vem a seguir. Acompanhamos Dolores vivendo sempre o mesmo dia em Westworld, que passa a ser alterado conforme a vontade dos visitantes. Entre os "turistas", a série introduz logo de cara o violento "The Man in Black" (Ed Harris), que parece estar em busca de algo nesse imenso parque temático provavelmente relacionado à inteligência artificial dos robôs. Acostumados a lidar com variados defeitos de suas criações, os programadores também fazem revisões periódicas para detectar se alguns deles conseguem compreender que são apenas máquinas num vasto mundo fictício. Ao redor dessa questão deve girar essa primeira temporada.

O que mais chama atenção nisso tudo é até onde Westworld pode chegar, pois as questões que um tema desses pode levantar são infinitas. Não consigo imaginar que ela venha mesmo substituir a popularidade de Game of Thrones, porém é perceptível que a produção tem esse objetivo. A direção de arte e fotografia são dignas de uma série da HBO, se preocupando com os mínimos detalhes de reprodução de uma época, sem contar a beleza estética de algumas panorâmicas. É uma pena que as cenas fora de Westworld não chamem a atenção da mesma forma nesse aspecto, o que pode mudar no decorrer dos episódios.

Enfim, já me decepcionei com outras produções de J.J. Abrams para a TV, entretanto ele é responsável por outras séries que marcaram a vida de muitos, enquanto que Jonathan Nolan foi parceiro de seu irmão nas suas melhores obras. Isso tudo entrega a Westworld  potencial para ser uma dessas séries marcantes, e vimos um episódio piloto denso e bem trabalhado. Acompanhar a saga de Dolores e dos outros robôs deve ser uma das experiências mais interessantes na TV esse ano.

Considerações Finais

A participação de Rodrigo Santoro foi bem bacana, mas espero que ele tenha oportunidade de crescer mais nessa série. Particularmente, gosto bem mais da sua atuação em comparação com outros astros da série como James Marsden.


Westworld 6658531188229630696

Postar um comentário Comentários Disqus

Página inicial item